Jornal de WM
O que foi o Macartismo
Publicado: 00:00:00 - 27/01/2019 Atualizado: 15:16:50 - 26/01/2019
Carlos de Souza - interino
fcarlos@tribunadonorte.com.br

No Natal saí de casa disposto a me dar um singelo presente, uma sandália do tipo havaianas, para curtir o verão na praia. Fui numa loja de departamentos e encontrei a sandália que eu queria, mas encontrei também um livro formidável: uma biografia de Dalton Trumbo, o brilhante roteirista do filme Spartacus, de Stanley Kubrick. Acabei me dando dois presentes, então. Eu não costumo comprar livros nesse tipo de loja, mas a capa do livro sobre Trumbo estava lá, magnífica, com o ator Bryan Cranston, que interpretou o roteirista para o cinema no filme homônimo. Se você tiver canal de filmes por assinatura poderá vê-lo a qualquer momento.

O livro conta a trajetória extraordinária deste homem que foi impedido de exercer seu ofício, porque em um dia qualquer de sua juventude, caiu na besteira de se filiar ao Partido Comunista dos EUA, em plena Guerra Fria.

O Macartismo, todo mundo sabe, é uma expressão derivada do inglês “McCarthyism” e corresponde a um período histórico dos Estados Unidos. Foi caracterizado pela intensa de repressão e perseguição política, baseada em métodos de censura e difamação pela prática de acusações de traição ou subversão, publicadas sem evidências, mas com grande impacto negativo na vida dos denunciados. Com efeito, a denominação tem sua origem no expoente máximo da "caça as bruxas", o senador republicano Joseph McCarthy, autor de projetos de lei anticomunistas e orador enfurecido no Congresso.

Muita gente ficou sem poder ganhar o sustento e muitos se suicidaram por causa disso, outros caíram nas drogas e no álcool. Foi um período terrível em Holywood em que amigos delatavam amigos para poder continuar trabalhando. Mas Trumbo disse não e foi preso por desacato ao Congresso, por não querer denunciar ninguém. Pagou 10 meses de um ano de sentença e quando voltou escreveu roteiros que ganharam o Oscar, usando o nome de terceiros.

Seu martírio só terminou quando o diretor Otto Preminger e o ator Kirk Douglas decidiram dizer um basta a toda essa palhaçada e colocaram o nome dele nos créditos de seus filmes. Já o senador Joseph McCarthy teve um fim melancólico, no ostracismo e desprezado por todos.

Cinema
O macarthismo produziu muitos filmes sobre o tema Guerra Fria e o primeiro deles que se tem notícia é Fui Comunista Para o FBI, de Gordon Douglas, 1951. No site Tudo Sobre Cinema tem a seguinte sinopse: Em Pittsburgh um agente do F.B.I. trabalha infiltrado no Partido Comunista por nove anos, mas sua família acha que ele é um comunista de verdade. (Os comunistas são retratados no filme como oportunistas cínicos, racistas e bandidos violentos e somente interessados em tomar poder em nome dos soviéticos. Imagem fortemente influenciada pela Guerra Fria).

Humor
Na década de 70, o diretor Martin Ritt retomou o tema e fez Testa de Ferro por Acaso, de 1976. Woody Allen faz o papel de um garçon que aceita assinar o roteiro de um amigo proscrito pela caça às bruxas. É um filme tocante, às vezes engraçados, mas com um pano de fundo de muita tristeza.

Lista
Em 1991, o diretor Irwin Winkler lançou o filme Culpado Por Suspeita, com o astro Robert De Niro, que interpreta um diretor intimado a delatar colegas como perigosos comunistas, o que ele se nega a fazer a passa a compor a famigerada lista negra, que impedia as pessoas de trabalhar. Este é o dilema que ele tem que enfrentar. Filme denso, com boa performance de De Niro.

Advogado
No ano seguinte chegou às telas Cidadão Cohn, de Frank Pierson, 1992. Mostra James Woods brilhante interpretando o advogado inescrupuloso Roy Cohn, o braço direito do temido senador Joseph McCarthy, na caça aos comunistas americanos. Ele conta sua história de um leito de hospital, onde está morrendo vítima da Aids. Mergulho profundo na maldade humana.

Vídeo
A atriz Kathy Bates dirigiu para a televisão o filme Dash e Lily, em 1999. Esse filme chegou ao Brasil através de vídeo cassete e ainda é possível encontrá-lo em lojas de DVDs. Conta a conturbada história do escritor Dashiell Hammett e a atriz Lillian Hellman durante a era de ouro de Hollywood - os anos da Segunda Guerra Mundial e na posterior caça às bruxas nos anos de 1950.

Caça
O filme Um dos 10 de Hollywood, de Karl Francis chegou às telas de cinema no ano 2000. O filme conta a movimentada carreira de diretor de cinema Herbert J. Biberman, que se tornou parte da lista negra após seu filme de 1954  O Sal da Terra. Biberman, interpretado pelo ator Jeff Goldblum, aparece na biografia de Trumbo, que dá grande destaque aos amigos do roteirista. É uma biografia com forte teor jornalístico, como toda boa biografia.

Âncora
Em 2005, o ator George Clooney dirigiu este Boa Noite, Boa Sorte, que conta a história de um âncora de TV enfrentando as agruras de fazer jornalismo em uma época de exceção, em que não se pode mostrar a verdade. Um combate que mudou a história da TV americana. O senador Joseph McCarthy, em sua caça aos supostos comunistas, prefere intimidar o jornalista ao invés de usar o direito de resposta por ele oferecido em seu jornal. É emocionante acompanhar essa luta.


Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte