O RN em três filmes

Publicação: 2019-01-05 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Ramon Ribeiro
Repórter

Co-produtor de filmes como “Cinema Novo” (premiado como Melhor Documentário no Festival de Cannes em 2016) e “O Grande Circo Místico" (selecionado para representar o Brasil no Oscar 2019), o carioca Fernando Muniz está chegando em Natal para rodar três longas-metragens. Os filmes são “O Catador de Sonhos”, “Capitão” e “Miss Beach Star”, dois dramas e uma comédia. O início das filmagens está previsto para o segundo semestre deste ano. O produtor também tem outros planos para o RN, como a realização de oficinas de roteiro, um concurso de roteiro – com apoio para a filmagem do projeto vencedor – e a criação de uma pequena sala de exibição para filmes locais, a ser construída na sede da empresa.

Du Moscovis será um marinheiro perdido em mangue
Du Moscovis será um marinheiro perdido em mangue

Segundo Muniz, o objetivo da vinda à Natal tem a ver com estreitar os laços com a região Nordeste, terra dos seus familiares (que são pernambucanos), mas principalmente expandir a área de atuação da sua empresa, a FM Produções. O primeiro contato com a cidade se deu em 2015, quando  carioca participou da produção do filme potiguar “Nova Amsterdam”, de Edson Soares. Ele veio e gostou do que viu, tanto que no ano seguinte abriu uma produtora local, a Pé na Estrada Filmes. Dessa forma ele poderia concorrer a investimentos da Agência Nacional do Cinema (Ancine) específicos para a região Nordeste — os três filmes que ele vai rodar no RN contam com esse aporte.

“Estou aproveitando as linhas do Fundo Setorial para o Nordeste. Mas para justificar a minha atividade na região é preciso que a gente dê uma contrapartida. Então vamos chegar com algumas ações, que devem ser realizadas em paralelo com as filmagens”, explica o produtor em entrevista por telefone ao VIVER. “Vamos aproveitar nosso know how para promover capacitação profissional. Cursos de roteiro. Também queremos realizar um concurso para roteiristas locais. O vencedor terá seu curta produzido. Vamos investir dinheiro do nosso bolso nessa produção. Outra ideia é abrir uma sede em Natal com sala de exibição para filmes potiguares. Quem sabe dê para se desenvolver um núcleo cinematográfico”.

Muniz também comenta que a produção dos três filmes vai gerar emprego e renda para o estado. “Nossa equipe vai ser 80% de profissionais da região. Uma produção dessas deve gerar algo entre 500 e 600 empregos diretos e indiretos. Movimenta a economia do lugar. Há custos com alimentação, transporte, hospedagem”, informa o produtor. Ele pretende começar as filmagens no segundo semestre, mas a ordem da produção dos filmes ainda não está definida. “O dinheiro do fundo setorial corresponde a um terço do orçamento dos filmes. O restante, que é a maior parte, estamos trazendo de patrocínio de empresas de todo o Brasil. Pode ser que a gente rode mais de um filme ao mesmo tempo. O cronograma ainda está dependendo da confirmação da verba. A Ancine só libera os recursos quando se tem garantido metade do orçamento”.

Dira Paes estará em Capitão, dirigido por Eliane Caffé
Dira Paes estará em ‘Capitão’, dirigido por Eliane Caffé

Praia, mangue e cidade
Os três longas a serem produzidos pela Pé na Estrada são bem distintos entre si. “Miss Beach Star” é uma comédia ambientada num resort praiano. A história é centrada em Mônica, protagonizada pela atriz Fabiana Karla, uma mulher que aos 40 anos vive sua crise de meia-idade depois de largar uma promissora carreira no mercado publicitário para cuidar de seus filhos, dentre os quais Luiza, uma web celebridade adolescente que tem zero admiração pela mãe. Para celebrar o aniversário de Mônica, o marido Marcus organiza uma semana de férias em família num resort no Nordeste. No entanto, fora de forma, Mônica entra em pânico com a ideia de usar um maiô em público. A direção do filme está a cargo de Cris D'Amato, das comédias “S.O.S Mulheres ao Mar 1 e 2”, “É Fada 1 e 2”, “Confissões de Adolescente” e “Sai de Baixo – O Filme”.

Já “Capitão” será ambientado num cenário de mangue. “Estive visitando algumas áreas na foz do Cunhaú e gostei do que vi”, diz Fernando Muniz. Para a direção da obra o produtor escalou a cineasta Eliane Caffé, dos filmes “Narradores de Javé”, “O Sol do Meio Dia” e “Era o Hotel Cambridge”. No elenco já estão confirmados Eduardo Moscovis e Dira Paes. O longa mostra a história de Capitão, que após ser golpeado na cabeça numa briga de bar, perde a memória e vai redescobrindo, ao poucos, sua vida, tentando corrigir grandes erros do passado.

A terceira produção é “O Catador de Sonhos”. De acordo com Muniz, trata-se de uma obra mais urbana. O longa é baseado na vida de José Luiz Zagati, um ex-engraxate, ex-borracheiro, ex-pedreiro e ex-catador de papéis que chamou a atenção da mídia brasileira e estrangeira devido seu amor pela sétima arte. De origem humilde, ele conseguiu criar um pequeno cinema, o Mini Cine Tupy, construído na garagem de sua casa com material reciclado, onde exibia filmes para a população da periferia de sua cidade. A direção ficará sob responsabilidade de Edu Felistoque.

Fabiana Karla será protagonista do Miss Beach Star
Fabiana Karla será protagonista do ‘Miss Beach Star’

Quem
Fernando Muniz começou sua carreira como ator nos anos 80, tendo participado de peças como “Capitães da Areia", no teatro Ipanema, e “The Flying Pigs", no teatro Vannucci. Na década de 90 muda-se para Milão, onde trabalhou como cantor lírico, sob a direção de grandes maestros como Claudio Abbado, Riccardo Chailly e Romano Gandolfi. DE volta ao Brasil, funda em 2011 a FM Produções, passando a atuar como produtor e distribuidor. Ganha prestígio internacional pela co-produção de “Cinema Novo”, de Eryk Rocha, premiado como Melhor Documentário no Festival de Cinema de Cannes em 2016. Dentre os outros filmes co-produzidos pela empresa, estão “Nova Amsterdam", “Requiem para Laura Martin" e “Soundtrack”.

Colaborou: Cinthia Lopes, editora

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários