Obra é visível só no acesso norte ao novo aeroporto

Publicação: 2014-05-17 00:00:00
Mesmo com a mudança na data de abertura do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, o Departamento de Estradas e Rodagens (DER) ainda não anunciou se haverá alguma mudança no cronograma de entrega das obras dos acessos ao aeroporto. Na última mudança, o Governo do Estado “adequou” a entrega do acesso norte (BR-406) para o dia 22 de maio. Com 96% de conclusão, é o único acesso que vai ficar pronto concomitantemente ao início das atividades no terminal.
Com 96% de conclusão, o acesso norte deve vai ficar pronto para o início da operação do aeroporto
O anel viário da Via Metropolitana, que interligará as BRs 406  (Ceará-Mirim), 304 (Macaíba) e a estadual RN-160 (São Gonçalo do Amarante) ao aeroporto, está  orçado em  R$ 73 milhões. A obra foi licitada em 2009, mas só teve início em agosto de 2013 e tinha conclusão prevista para maio deste ano.

saiba mais

Na manhã de ontem, a TRIBUNA DO NORTE percorreu os acessos. Até agora, só foi confirmada a entrega de parte do acesso norte: o asfalto já está 96% concluído. Mas a obra na rodovia de Ceará-Mirim também previa a construção de um viaduto, composto por 24 vigas, cada uma com 25 toneladas. Operários informaram que estão sendo instalados os três pilares centrais do viaduto; que as “alas” de concreto (bases de cada lado da rodovia) estão em fase de “cura” e que o  desvio a ser usado durante a interdição do trecho foi concluído.

A rodovia estadual RN-160, que liga São Gonçalo à rotatória do aeroporto, já tem a área do asfalto demarcada, mas a cobertura não começou. Com chuvas nos últimos dias, a estrada está tomada de lama. De acordo com a última previsão do DER, a entrega do acesso deve acontecer até a Copa do Mundo.

Já o acesso sul do aeroporto faz intersecção com a BR-304 (Macaíba) 4,3 quilômetros após a ponte sobre o rio Jundiaí, sentido Natal – Mossoró. Com 17km, o acesso corta duas fazendas até estancar em um braço de água do rio Potengi. Ontem, o acesso estava praticamente intransitável por causa da lama. Nos quilômetros iniciais depois da rotatória do aeroporto, era possível ver que o terreno passou por terraplanagem. Entretanto, ao chegar próximo do rio, parte da estrada esbarrava na vegetação. Não foi observada nenhuma máquina trabalhando no percurso. Dez operários foram vistos próximos ao rio. Segundo o último pronunciamento do DER, a obra está 55% pronta e será entregue em junho.

A TRIBUNA DO NORTE procurou o diretor do DER, Demétrio Torres, para atualizar o estágio das obras. Ele informou, por telefone, que não tinha disponibilidade para entrevista e que não responderia questionamentos por telefone. A Secretaria de Comunicação do Governo informou que apenas Demétrio Torres poderia responder aos questionamentos.

Trânsito
O Departamento de Trânsito do município informou que estabeleceu um “plano de contingência” para o acesso norte. Como a avenida Tomaz Landim, que dá acesso à BR-406, é conhecida pelo trânsito “estrangulado”, um dos canteiros da via será quebrado para desafogar o trânsito. “Estamos estudando a condição de fazer alguns desvios no canteiro depois do viaduto. O canteiro será cortado e serão colocadas barreiras de concreto. No caso de acidente ou engarrafamento, a gente libera o canteiro e faz o desvio pelo contrafluxo”, informou o diretor Paulo de Castro.

As seis linhas da Trampolim que já operam em São Gonçalo terão o trajeto estendido para atender ao aeroporto, mas isso será feito pelo DER.

Já existe um circular fazendo o trajeto aeroporto/SGA/Norte Shopping. Cálculos do Demutram apontam que o trajeto Ponta Negra/Aeroporto, com 40km, vai durar 50 minutos; Arena das Dunas/Aeroporto, com 27 km, 1h13, e Macaíba/Aeroporto, com 40km, cerca de uma hora.