Obras em Estação de Tratamento de Esgoto avançam em Parnamirim

Publicação: 2018-08-07 15:03:00 | Comentários: 0
A+ A-
CONTEÚDO DE RESPONSABILIDADE DO ANUNCIANTE
O prefeito Rosano Taveira, acompanhado de engenheiros da Caern, visitou as obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), que está sendo construída em Passagem de Areia. A estação é uma das principais etapas dos serviços que deixarão Parnamirim 100% saneada em um prazo de quatro anos.

“O saneamento básico de Parnamirim está caminhando a passos largos e está é uma das etapas mais importantes do projeto. É uma obra grande que irá atender mais de 70% do município”, ressaltou Taveira.
Obras em Parnamirim
Uma ETE é a unidade operacional do sistema de esgotamento sanitário que através de processos físicos, químicos ou biológicos removem as cargas poluentes do esgoto, devolvendo ao ambiente o produto final, (esgoto tratado), em conformidade com os padrões exigidos pela legislação ambiental.

Com a ETE de Passagem de Areia, todo o esgoto da cidade, que será coletado através da rede de esgotamento que está sendo instalada, por todos os bairros, passará por essas etapas de processamento, fazendo com que ao final, o fluido chegue a alcançar até 95% de pureza.

O processamento do esgoto que chega à estação implica nas seguintes etapas: Fase preliminar: Quando há o gradeamento do fluido, fazendo a remoção de sólidos como saco plástico, pedaços de materiais, areia e grãos; Fase secundária: tratamento mais refinado para o esgoto, removendo impurezas; Fase terciária: Desinfecção do efluente tratado deixando-o totalmente apto e puro.

De acordo com Judson Soares, coordenador do grupo de acompanhamento de obras da Caern, após todas essas etapas, o líquido resultante, será bombeado para o Rio Potengi, totalmente tratado e limpo.

“O sistema de esgotamento inicia na calçada do cidadão fazendo a coleta através do dispositivo individual que é direcionado ao coletor principal presente na rua, o qual é direcionado para estações elevatórias que ficam em áreas baixas para bombear o esgoto até chegar à estação de tratamento”, explicou o coordenador.

Atualmente a estação possui a capacidade para o tratamento de 140 litros por segundo de esgoto. A prefeitura, juntamente à Caern está trabalhando para viabilizar uma ampliação de tratamento em mais 140 litros por segundo, totalizando 280 litros por segundo de esgoto tratado.

CONTEÚDO DE RESPONSABILIDADE DO ANUNCIANTE

continuar lendo