Ocupação de leitos nos hospitais

Publicação: 2020-12-04 00:00:00
colunanotas@tribunadonorte.com.br

O Hospital Giselda Trigueiro, referência na rede pública estadual em doença infectocontagiosas, estava ontem com 96% dos leitos ocupados no setor para pacientes com covid-19. Quatro hospitais regionais permanecial 100% ocupados nas vagas para covid: os de Pau dos Ferros, Mossoró,  Apodi e São Paulo do Potengi. Por região, a situação mais grave, ontem, estava no Oeste, onde 84,7% dos leitos críticos permaneciam com pacientes. No  Rio Grande do Norte, a Taxa de Ocupação chegava a 64,4%.

Diversidade partidária 
O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza, e o prefeito de Natal, Álvaro Dias, ambos do PSDB, acompanharam o ministro Rogério Marinho na programação de ontem na região Seridó. Também estiveram ao lado do ministro os deputados federais Walter Alves (MDB), Benes Leocádio (Republicanos) e Beto Rosado (PP), e os deputados estaduais Tomba Farias (PSB) e Nelter Queiroz (MDB).

Deficiência no Samu
O deputado estadual, Kleber Rodrigues (PL), defendeu que a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap-RN) tenha mais atenção com o Samu. O pronunciamento foi durante a sessão da Assembleia Legislativa. O deputado citou um caso de paciente vítima de covid-19 que não conseguiu ser transportado pelo serviço. “Esse paciente conseguiu ser regulado para uma UTI e apresentava saturação de mais de 70%, mas ficou esperando até às 18h de quarta-feira para ser realocado para uma unidade hospitalar e não conseguiu. Fiz diversos contatos, mas infelizmente não tive a sorte dos que conseguem ser atendidos pelo secretário”, lamentou.

Recursos hídricos 
O deputado estadual Vivaldo Costa (PSD) destacou os anúncios de investimentos federais para garantir segurança hídrica aos municípios do Seridó potiguar. Em pronunciamento no horário dos líderes na sessão de ontem da Assembleia Legislativa, o parlamentar citou a presença do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, na região seridoense, acompanhado do presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).  “O ministro está no Seridó atendendo a pedidos de lideranças do Estado com o objetivo de fortalecer a estrutura hídrica da região”, disse Vivaldo. “Um pedido especial que nosso presidente [da Assembleia, Ezequiel Ferreira], levou até o ministro para que fosse priorizada a adutora de Passagem das Traíras, uma obra paralisada há muitos anos e que tem causado prejuízo imenso”, completou.

Manutenção do asfalto 
A Câmara Municipal de Natal aprovou, em segunda discussão, um projeto de lei que estabelece normas e critérios para a manutenção das via públicas da capital. De autoria do vereador Preto Aquino (PSD), o projeto determina que haja uma programação regular e criteriosa de manutenção do asfalto, assim como um prazo máximo para que ocorra esta correção nas vias públicas. Além disso, a matéria obriga que concessionárias do serviço público e que realizem remendos na cobertura asfáltica, demarquem o local, colocando inclusive identificação da empresa responsável por eles, assim como o número telefônico para reclamações. 

Candidatura do PSDB
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que a tendência é que o presidente Jair Bolsonaro consolide uma forte candidatura à reeleição em 2022. Para FHC, Bolsonaro traduz um “sentimento contra tudo que é progressista”. “Ele representa um sentimento que foi vitorioso [em 2018]”, destacou FHC, durante entrevista à rádio CBN. Fernando Henrique reafirmou que não votou no atual presidente. 

“Para o meu gosto, é melhor o PSDB enfrentar Bolsonaro em 2022. Mas vai ter que enfrentar quem aparecer, não tem jeito”, comentou.

Reforma tributária 
O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), declarou em nota que a aprovação da reforma tributária é uma das prioridades do governo Bolsonaro e disse que o Executivo aguarda a publicação do relatório do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) para emitir seu parecer oficial. "A assessoria do Ministério da Economia vem acompanhando os trabalhos realizados pelo relator, encaminhando as informações solicitadas e emitindo opiniões a respeito dos temas em discussão", diz a nota. "É desejo do presidente uma reforma tributária que simplifique e modernize os impostos sem aumento de carga tributária", afirma ainda. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), diz estar empenhado em tentar aprovar a reforma ainda durante seu mandato, que pode terminar em fevereiro do ano que vem. Na semana passada, ele afirmou ter 320 votos favoráveis para aprovar na Casa, em dois turnos, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), com o relatório de Ribeiro.