Natal
Ocupação de leitos públicos para Covid-19 em Natal chega a 100%
Publicado: 12:12:00 - 11/05/2020 Atualizado: 12:26:16 - 11/05/2020
Mariana Ceci
Repórter

Os hospitais estaduais do Rio Grande do Norte destinados ao tratamento dos pacientes com Covid-19 já se encontram em situação de superlotação, e as autoridades temem a aproximação do colapso. A informação foi concedida pelo subsecretário de saúde do Estado, Petrônio Spinelli, em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (11). De acordo com os dados da Secretaria, há 32 solicitações de pacientes para serem transferidos à hospitais de internação. Desses, dois são pacientes "Prioridade 1", que necessitam urgentemente de acompanhamento em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e outros 8 são "Prioridade 2", que apresentam gravidade e também necessitam dos leitos. Em Natal, a ocupação dos leitos da rede estadual já chega a 100% e, em Mossoró, restam apenas 2 vagas de UTI. No Seridó, a situação não é mais favorável: dos 20 leitos disponíveis em Caicó, 15 estão ocupados, equivalente a 75% do total.
Marcello Casal Jr/ABR
Dados foram repassados nesta manhã pelo secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli

Dados foram repassados nesta manhã pelo secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli


De acordo com Spinelli, há uma diferença entre o "colapso" e a "superlotação", que é a situação na qual o Estado se encontra atualmente. "A diferença é que o colapso representa o momento a partir do qual os pacientes vão chegar ao pronto-socorro ou hospitais, e não vai haver respiradores para atendê-los. Nessa hora, a mortalidade vai aumentar demais", disse o Secretário. Por hora, os hospitais ainda estão conseguindo disponibilizar respiradores para os pacientes que chegam com sintomas graves da doença em busca de assistência. O Estado, no entanto, teme uma explosão de casos na próxima semana, considerando os baixos índices de isolamento social que foram registrados no RN nos últimos dias.

A Sesap prevê abertura de novos leitos para tentar reduzir o problema da superlotação. Para essa semana, está prevista a abertura de 10 leitos de UTI no Hospital Tarcísio Maia, 5 leitos no Hospital Rafael Fernandes e entre 15 e 20 leitos no Hospital São Luís, os três no município de Mossoró, cidade que tem registrado um elevado número de casos e óbitos. Está prevista, ainda, a abertura de 15 leitos com respiradores no Hospital da Polícia Militar e outros 12 no Hospital Giselda Trigueiro, ambos na capital potiguar. Em Natal, 7 leitos pediátricos para tratamento de Covid também devem ser abertos ainda esta semana no Hospital Maria Alice Fernandes. Outros 10 leitos devem ser abertos em Caicó, e 8 no Hospital de Pau dos Ferros, que está com a situação mais favorável no Estado, com 3 de seus 8 leitos disponíveis ocupados até essa segunda-feira.

Além da abertura de leitos nesses hospitais, o Estado pretende credenciar outros leitos da rede privada para atender pacientes do SUS. De acordo com Petrônio Spinelli, ao menos 10 novos leitos devem ser credenciados ao longo desta semana. A maior dificuldade do Estado na abertura de novos leitos de UTI está sendo a capacidade de garantir respiradores para todos os locais.

Números

Atualmente, Rio Grande do Norte tem 1.935 casos confirmados e 90 mortes em decorrência da Covid-19. Ao todo, 662 pessoas já se recuperaram da doença.



Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte