Oito cidades do RN celebram Sant’Ana

Publicação: 2017-07-16 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Julho é um mês de adoração e renovação na fé cristã para os católicos potiguares, em virtude das celebrações à Nossa Senhora de Sant'Ana. A santa é considerada pela tradição católica como a mãe de Maria e avó de Jesus Cristo. No Rio Grande do Norte, ela é tida como padroeira oficial em oito municípios, de acordo com as Arquidioceses de Natal e Mossoró: Caicó, Campo Grande, Currais Novos, Luís Gomes, Passagem, Santana do Matos, Santana do Seridó e São José de Mipibu (junto com São Joaquim). Nestas cidades, estão previstas a realização de celebrações religiosas e culturais pelas respectivas dioceses em homenagem à santa, comemorado em 26 de julho. Apesar de não tê-la como padroeira, Natal também terá programação especial.

"A devoção à Sant'ana em Natal vem mostrando como é importante termos essa fé à mãe de Nossa Senhora. Para nós, cristãos, ela é um exemplo de perseverança no Senhor", afirma o pároco André Martins Melo, da Igreja Matriz de Sant'Ana, no conjunto Soledade II, zona Norte de Natal. Conforme a crença católica, Ana e o marido Joaquim eram estéreis. A partir da confiança depositada ao Senhor pelo casal, após Joaquim se lançar no deserto de para rezar e cumprir penitências, Ana engravidou e deu a luz à Maria, que mais tarde viria ser a mãe de Jesus.
A Festa de Santana de Caicó é Patrimônio Imaterial do Brasil. Celebração terá início em 21 de julho
No Rio Grande do Norte, Sant’Ana é tida como padroeira oficial em oito municípios

"Foi a partir dessa devoção que apresentamos o projeto de Deus, a necessidade de cada cristão de manter viva a sua crença", destaca o padre André Martins. A Igreja Matriz de Sant'Ana, que completa 25 anos em 2017, é uma das duas na capital potiguar a promover programação especial em homenagem à mãe de Maria. Com início em 20 de julho, celebrações religiosas serão realizadas sempre às 19h, seguidas de confraternização com a comunidade no espaço social da igreja, a partir das 20h30. "Em Natal, muitos dos devotos vem de Caicó e de outras cidades do interior do estado, que tem uma herança religiosa e cultural muito forte com Sant'ana, é uma devoção muito forte", pontua o pároco.

Na Paróquia de Sant'ana, em Capim Macio, zona Sul de Natal, neste domingo (16), haverá o encerramento das festividades, iniciadas na última quarta-feira (12), com uma procissão às 16h e com missa às 17h. As celebrações em homenagem à padroeira tiveram como tema "Santana: exemplo para uma igreja missionária", e levou à comunhão a comunidade do entorno da paróquia.

Interior

Conta a lenda popular que um sertanejo em meio a uma severa seca sobre o povoado que viria a ser a cidade de Caicó, procurava água para o rebanho que criava, quando se deparou com um touro bravo. Diante do perigo iminente, o sertanejo fez uma prece à Sant'Ana para que não fosse atacado. A oração foi atendida, e se viu livre do animal. São e salvo, o sertanejo prometeu construir uma capela em homenagem à santa, nas margens do Rio Seridó. Mas devido à forte estiagem, quase não havia água no único poço que existia próximo do rio. Com a mesma fé, o sertanejo rogou novamente à Sant'Ana para que a fonte de água não secasse por definitivo. A santa teria o atendido novamente, proveu o milagre e permitiu que a capela fosse erguida.

Desde então, o povo seridoense tem mantido fortes laços de perseverança e devoção, manifestados nos festejos em homenagem à santa há mais de 260 anos. As celebrações têm início no mês de abril, com a visita das imagens peregrinas nos lares dos devotos na zona rural durante 15 sábados. Em junho, católicos que residem na zona urbana abrem as portas de suas casas para receber a santa. A romaria se encerra na quarta-feira, que antecede o dia de Sant'Ana, 26 de julho, quando as imagens recepcionam a Caravana de Peregrinos Ilton Pacheco na Catedral de Sant'Ana, no Centro de Caicó.  Durante todos os dias, haverá apresentações culturais na Praça da Catedral de Sant'Ana, com o Projeto Letra e Música do Sesc/RN.

Sant’Ana nos municípios


Caicó

De 20 a 30 de julho
Tema: "Com Sant'ana, mãe da Virgem Maria, celebremos o Ano Nacional Mariano"
Abertura: quinta (20), com alvorada às 5h e passeata, hasteamento da bandeira e missa às 17h. A programação profana terá a Festa dos Doces (19/07), Jantar de Sant'Ana (20/07), Corrida de Sant'Ana (22/07), Cavalgada e Corrida de Sant'Ana (23/07), além da tradicional Feira de Sant'Ana (27/07).

Campo Grande

De 20 a 30 de julho
Tema: "Em Sant'Ana, um sinal divino de um mundo melhor"
Abertura: sexta (21) com procissão às 17h; hasteamento das bandeiras na Igreja Matriz e Novena às 19h.

Currais Novos

De 16 a 26 de julho
Tema: “Com Sant'Ana, cantemos as maravilhas do Senhor em Maria”
Abertura: Hoje (16), com Alvorada às 6h e missa às 7h. Às 18h, procissão com a imagem peregrina percorrerá as principais vias da cidade.

Luís Gomes

De 16 a 26 de julho
Tema: “Sant'Ana genitora raiz: da tua família se falará por todo o mundo"
Celebrações às 6h15, com missas na Igreja Matriz, e às 19h, com novenas. Batizados; casamentos coletivos e quermesse, no dia 22. Noite Cultural: nos dias 19 e 20 de julho.

Santana do Matos

De 16 a 26 de julho
Abertura: às 18h, com missa na Comunidade de Bom Jesus, e procissão até a Matriz de Sant'Ana, com hasteamento das bandeiras às 19h.

São José de Mipibu

De 16 a 26 de julho
Tema "Conhecer, viver e anunciar a palavra de Deus"
Abertura: domingo (16), com procissão às 18h e missa às 19h, e seguem até 26 de julho.

Passagem

De 16 a 26 de julho
Tema "Com Sant'Ana e São Joaquim, anunciando, vivenciando  e celebrando a alegria do Evangelho"

Santana do Seridó

A TRIBUNA DO NORTE não conseguiu contato com a Diocese da cidade para que informasse a programação da festa.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários