Operação Coiteiros: acusados tinham envolvimento com tráfico, homicídio e formação de milícia

Publicação: 2014-02-25 13:33:00 | Comentários: 1
A+ A-
A operação do Ministério Público, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar prendeu suspeitos de liderarem o tráfico de drogas em bairros de Caicó, Florânia e Jardim do Seridó, além de acusados de homicídio e formação de milícia. Deflagrada no início da manhã desta terça-feira (25), a Operação Coiteiro cumpre mandados de busca e apreensão, prisão e de condução coercitiva em seis municípios da região Seridó.

De acordo com investigações, o empresário Henrique José Torres Lopes, o "Henrique de Barra", e seu irmão Jorge Eduardo Lopes, o "Jorge de Barra" seriam as lideranças do grupo. Eles usariam propriedades rurais para proteger foragidos da Justiça.

Entre os foragidos que usaram as propriedades como esconderijo estavam Fernando Pereira Soares, preso recentemente e investigado por quatro homicídios. Carlos Wiliano da Silva, conhecido como "Sula", que tem mandado de prisão por crimes cometidos em Jardim de Piranhas. Messias Alves Dantas, condenado por crimes no Estado da Paraíba e, mais recentemente, o grupo teria dado apoio para fuga de Bartogaleno Alves Saldanha, foragido de Alcaçuz, condenado por vários homicídios na Região Oeste.

A operação também efetuou prisões pelo crime de tráfico. Em Caicó foram detidos Aldson Vieira de Souza, conhecido como "Cascão" e Dárlison Lima Queiroz, conhecido como "Mancuzinho", que seriam lideranças do tráfico nos bairros Walfredo Gurgel e Paraíba. Já na cidade de Florânia foram presas Klébia Monteiro Anulino e Joedson Silva do Nascimento e, em Jardim do Seridó foi presa Regina Maria das Virgens dos Santos e Fernando Cloves de Macedo.

Dois detentos, Robson Fabiano Lopes de Araújo e Renato Oliveira dos Santos, tiveram novas prisões decretadas. Segundo as investigações, eles seriam os ramos do grupo por meio de telefones celulares a que tinham acesso dentro dos presídios. Por esse motivo, o juiz responsável pelo caso determinou o recolhimento de todos os presos na Operação no Presídio de Nova Cruz, onde não há cobertura de operadoras de celulares.

A operação


Segundo o MP, a operação está sendo realizada nos municípios de Caicó, Jardim do Seridó, Florânia, Jucurutu, Jardim de Piranhas, e Tenente Laurentino Cruz e, entre os acusados, estão empresários, agropecuaristas, policiais militares e um agente penitenciário. Eles são investigados pelos crimes de constituição de milícia privada, homicídios, tortura, tráfico de drogas e associação para tal, além de corrupção ativa e passiva.

A operação foi batizada de "Coiteiros", referente a expressão referente a conduta de "dar coito", que significa a ação de articular esconderijo, proteger, dar apoio com alimentação, dormida, deslocamento, financeiro e lobby a foragidos da Justiça, ou a pessoas respondendo a processos e com histórico de valentia, que podem causar temor a população.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários

  • noiangelc

    que bom mais banidos na cadeia