Os acessórios do vinho - II

Publicação: 2017-08-04 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Dando continuidade à descrição e classificação de relevância da lista de acessórios a serviço do vinho, iniciamos esta matéria pelo Decanter. Sabemos que o oxigênio do ar é o melhor e o pior amigo do vinho, e que o tempo provoca mudanças nos tintos, como perda de matéria corante, que, transformada em sedimentos, deixa a bebida turva, necessitando de limpeza.

O Decanter vem ao encontro destas mudanças, no sentido de melhorar a qualidade no momento da apreciação. O decanter é uma jarra de cristal ou de vidro, de bojo amplo, com dupla função: limpar (decantar) os sedimentos adquiridos pelos vinhos tintos envelhecidos e/ou não filtrados, e aerar (oxigenar) os vinhos tintos potencialmente jovens (ou brancos), fazendo-o desenvolver-se do ponto de vista olfato-gustativo, e tornando-os melhores do ponto de vista de aromas e sabores. A decantação de um vinho envelhecido, que acumulou sedimentos ao longo dos anos, requer que mantenhamos a garrafa de pé por algum tempo, a fim de que o depósito acumule-se no fundo da mesma, e que façamos a decantação de forma lenta e cuidadosa, para não turvar o vinho.

Para tanto, será importante retirar toda cápsula do vinho, deixando o pescoço da garrafa livre para uma melhor visualização dos sedimentos, e recorrer a uma fonte de luz (vela ou lanterna) que, direcionada a parte inferior do pescoço da garrafa, nos auxiliará a interromper a operação quando da aproximação dos sedimentos da jarra de decanter. O objetivo da operação é que ao final tenhamos no decanter o vinho potável, pronto para a apreciação, e que fique na garrafa uma pequena quantidade de vinho com as borras e sedimentos indesejados.

Decantar é sempre uma operação ligada aos vinhos tintos, mas é importante esclarecer que no tocante a aeração (oxigenação da bebida), a outra função da decantação, quando o vinho é estruturado e ainda muito jovem, os brancos estruturados e jovens, criteriosamente elaborados para a guarda, também se beneficiam, tornando-se melhores na apreciação.

Corta-lacres ou Corta-cápsulas - Instrumento cuja função (substituível) é retirar a parte superior da cápsula ou lacre, de forma estética, facilitando o acesso à rolha. Algo que pode ser feito também com o canivete do saca-rolhas. Não se trata portanto de algo indispensável no serviço do vinho. Vacômetro ou Vaco-Vin - Trata-se de uma bomba com válvula utilizada para retirar parte do oxigênio da garrafa antes de guardá-la, quando esta não teve seu conteúdo (o vinho) totalmente consumido. Existe muita polêmica por parte dos conhecedores, com relação à funcionalidade deste instrumento.

O fato é que o vaco-vin não sela a garrafa tal como era originalmente antes de aberta, apenas preserva por mais tempo o vinho da oxidação, sendo mais funcional do que o simples rearolhamento da garrafa repleta de oxigênio em seu interior. Existem inúmeros outros acessórios que poderão tornar a apreciação do vinho mais prática e prazerosa, mas é sempre importante avaliar o nível de funcionalidade do instrumento para não incorrer no erro da valorização meramente estética. 

Viagem ao Universo do Vinho
Acontecerá quarta feira próxima, dia 09 de agosto, das 19h às 22h na Galeria INTI, do fotógrafo Fernando Chiriboga, no 3º piso do Midway Mall, o coquetel de lançamento do DVD “Viagem ao Universo do Vinho” uma obra que apresenta o vinho sob uma ótica descomplicada e didática, com demonstrações práticas de aplicabilidade global, revelando uma nova perspectiva para a apreciação do vinho. O evento simboliza um momento muito especial para reunir os amantes do vinho da cidade, numa noite celebrada com vinho de primeiríssima qualidade sob as bênçãos do deus Baco. Se você aprecia vinhos não pode deixar de comparecer e adquirir esse instrumento.   

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários