Os vinhos da Páscoa

Publicação: 2019-04-18 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Não há bebida mais apreciada durante a Páscoa do que o vinho. Tal é o consumo que em termos de venda, a Semana Santa perde apenas para o período natalino, época considerada o grande momento das vendas para esta bebida maravilhosa em razão das festas de confraternização, ceias de natal e ano novo e das trocas de presentes, tendo como objeto o vinho. Mas o vinho da Páscoa, além do seu sentido dietético e religioso, tem também uma conotação enogastronômica, se considerarmos que os peixes, frutos do mar e o bacalhau que integram a dieta protéica da Semana Santa, têm uma perfeita sinergia com o vinho. O fato é que, quando bem conjugados os pratos e vinhos desta ocasião tornam-se melhores juntos do que separados, estabelecendo vínculos que ao paladar engrandecem tanto o vinho quanto o prato.

Bacalhau a lagareiro tem perfeita sinergia com um tinto leve Pinot Noir do novo mundo. Já o chocolate, com um Porto
Bacalhau a lagareiro tem perfeita sinergia com um tinto leve Pinot Noir do novo mundo. Já o chocolate, com um Porto

Para o bacalhau (processo de salga e secagem que dá intensidade de sabor ao peixe), bem como para o salmão e o atum (peixes mais ricos em gordura), os vinhos tintos leves são os mais adequados. Os brancos para harmonizarem necessitam ter uma boa estrutura, sendo importante considerar a casta (variedade de uva), e as técnicas de elaboração (com extração e maturação em carvalho), do contrário, a leveza e frescor destes brancos desprovidos de corpo tornarão o vinho débil para o embate, não permitindo um diálogo entre ambos, mas um monólogo onde só o alimento aparece. Para os pescados acima citados, uma boa sugestão são os tintos das castas Gamay, Merlot, Pinot Noir e Cinsault, todos sem passagem por carvalho, bem como todos os tintos produzidos por maceração carbônica, a exemplo do Beaujolais Nouveau francês e dos Gamays brasileiros. Estes tintos além de preservarem acidez natural (frescor), têm um tanino sutil (leve), não brigando com o iodo, abundante nestas iguarias. No entanto, se os peixes utilizados na dieta da Semana Santa forem leves, ou se o acompanhamento protéico restringirem-se aos frutos do mar, a melhor companhia será com vinhos brancos ou rosados secos e leves, ou mesmo os espumantes brut, que poderão acompanhar tantos os antepastos como os pratos principais. A outra iguaria que é carta marcada na Páscoa, é o chocolate, que faz um par perfeito com vinhos fortificados (mais estruturados), podendo serem estes tintos e doces como Porto, Madeira, Marsala ou mesmo Banyuls, mas para o chocolate amargo, dando igualmente certo um bom Tannat estruturado e seco. Já com o chocolate doce é mais complicado harmonizar, porque o açúcar excessivo do chocolate ao leite tende a deixar o vinho amargo no palato.

Harmonização da Páscoa
Bacalhau lagareiro com um tinto leve da casta Pinot Noir do novo mundo ou mesmo com um Gamay nacional, forma uma harmonização especialmente sinérgica. Neste embate a acidez natural do vinho estabelece um vínculo por contraste com a untuosidade aportada pele abundância de azeite do prato, ao mesmo tempo em que o baixo aporte de tanino não cria conflito com o sabor delicado do peixe. Uma harmonização que se dá ao mesmo tempo por semelhança e contraste.  

Agenda do Consultor
24/04 (quarta-feira) 2º Módulo do Curso de Vinhos Portugueses na sala de prova da Importadora N Wines, com degustações de grandes vinhos lusitanos da região do Alentejo. Reservas e inscrições pelo fone: (84) 9. 9838-0241 com Milena.

03/05 (sexta-feira) 1º Módulo do Curso de Iniciação ao Vinho e à Degustação, na sala de prova da Importadora N. Wines. Reservas e inscrições pelo fone: (84) 9. 9838-0241 com Milena.

24/05 (sexta-feira) 2º Módulo do Curso de Iniciação ao Vinho e à Degustação, na sala de prova da Importadora N. Wines. Reservas e inscrições pelo fone: (84) 9. 9838-0241 com Milena.

25/05 (sábado) 3º Módulo do Curso de Vinhos Italianos no show room da Importadora Bigi, com grandes vinhos da Toscana. Reservas e inscrições pelo fone: (84) 9.9143-5664 com Brunaldo Bigi.










continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários