Outubro de 1969

Publicação: 2019-11-10 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Há 50 anos tomou posse como presidente do Brasil o general gaúcho Emílio Garrastazu Médici, que governou até 1974 sendo substituído por Ernesto Geisel. Durante sua administração, o País viveu o Milagre Econômico, o pleno emprego e com um ensino público que não invejava a educação privada. Abaixo, trechos do seu discurso de posse.

“Homem do povo, creio no homem e no povo, como nossa potencialidade maior, e sinto que o desenvolvimento é uma atitude coletiva, que requer a mobilização total da opinião pública. Homem do povo, conheço a sua vocação de liberdade, creio no poder fecundo da liberdade.

Homem da caserna, creio nos milagres da vontade. E, porque creio, convoco a vontade coletiva, a participação de todos que acreditam na compatibilidade da democracia com a luta pelo desenvolvimento, para que ninguém se tenha espectador e todos se sintam agentes do processo.

Homem do meu tempo, tenho pressa. Homem do meu tempo, creio na mocidade e sinto na alma a responsabilidade perante a História. E, porque o sinto e o creio, é que darei de mim o que puder pela melhor formulação da política de ciência e tecnologia, que acelere a nossa escalada para os altos de uma sociedade tecnológica e humanizada.

Homem da Revolução, eu a tenho incontestável, e creio no ímpeto renovador e inovador de seus ideais. E, porque a tenho assim, é que a espero mais atuante e progressista. É meu propósito libertar o nosso homem de seus tormentos maiores e integrar multidões ao mundo dos homens válidos e, para isso, convoco a universidade, chamo a Igreja, aceno à imprensa e brando ao povo para que me ajude a ajudar o homem a ajudar-se a si mesmo.

Homem da lei e do regulamento, creio no primado do Direito. E, porque homem da lei, pretendo zelar pela ordem jurídica. Homem de fé, creio nas bênçãos de Deus aos que não têm outros propósitos que não sejam os do trabalho da vida inteira ·, os da justiça e os da compreensão entre os homens.

Creio nos milagres que os homens fazem com as próprias mãos. E nos milagres da vontade coletiva. Creio na solidariedade da família brasileira. Creio na alma generosa da mocidade. Creio na minha terra e no meu povo. Creio na sustentação que me haverão de dar os soldados como eu. Creio no  apressamento do futuro.

Creio da missão de humanidade, de bondade e amor que Deus confiou à minha gente.  E, porque creio, e porque o sinto, nos arrepios de minha sensibilidade, é que, neste momento, sou oferta e aceitação.  E aceito, neste símbolo do Governo da República, a carga imensa de angústias, de preocupações, de vigílias – a missão histórica que me foi dada.

E a ela me dou, por inteiro, em verdade e confiança, em coragem, humildade e união. E a ela me dou, com a esperança acesa no coração, que o vento de minha terra e de minha infância, que nunca me mentiu no seu augúrio, está dizendo que Deus não me faltará, está trazendo o cheiro de minha terra e de minha gente”. (Garrastazu Médici)

Lula lá de novo

O condenado continua condenado, passa a responder em liberdade o crime que o levou a Curitiba. Falta ser julgado em mais 9 delitos, que deverão levá-lo de volta à prisão. Se estiver morando em Natal, ganha bilhete pra Mossoró.

ICMS patina

No mapa da arrecadação do governo Fátima Bezerra, os números são praticamente os mesmos do governo Robinson Faria. De janeiro a outubro de 2018 o ICMS foi R$ 4.471.619.969,57 e em 2019 foi R$ 4.521.522.201,65.

Efeito federal


Se há algum tipo de recurso para o governo Fátima comemorar em relação ao de Robinson é o repasse do FPE, enviado pelo governo federal. Em outubro de 2018 vieram R$ 3.009.921.722,72 e em outubro 2019 R$ 3.297.484.106,32.

Tudo no Turismo

Saíram da Cultura para o Ministério do Turismo os seguintes órgãos: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico, Instituto Brasileiro de Museus, Biblioteca Nacional, Casa de Rui Barbosa, Fundação Palmares, Funarte e Ancine.

Cachê da baderna

Muitos que engrossaram a choldra da CUT sexta-feira na porta da Assembleia Legislativa estavam estimulados pela revolucionária boquinha de R$ 50,00. Se o PT tivesse usado o dízimo daria pra incluir o pão com mortadela.

Prêmio saúde

O setor de odontologia da secretaria de saúde de Macaíba que conquistou o prêmio de melhor saúde bucal do Norte e Nordeste em 2018, agora repetiu a dose como o melhor do RN, segundo o Conselho Federal de Odontologia.

Diário de viagem


Na próxima quarta-feira, 13, o ex-professor da UFRN Pedro Fernandes Maia lança o livro “Diário de Compostela – de León a Santiago”, a partir das 10h da manhã na Cooperativa Cultural Universitária, no Centro de Convivência.

Bandagália


Sob a liderança do geólogo Eugênio Cunha, dezenas de históricos foliões da Bandagália se mobilizam para botar na rua um livro contando a trajetória dos gauleses na Natal dos anos 1980. Na redação o jornalista Ramón Ribeiro.

Prêmio literário

A jovem escritora argentina Mariana Enriquez foi a grande vitoriosa da 37ª edição do Prêmio Herralde de Novela 2019, um dos mais importantes em língua espanhola no mundo. Seu romance “Nuestra Parte de Noche” superou 650 e outras obras inscritas no certame. O anúncio foi feito em Barcelona.



continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários