Pacote é a bola da vez

Publicação: 2019-07-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

Com a aprovação da reforma da Previdência Social, o ministro da Economia, Paulo Guedes, deve colocar em andamento o seu plano de estimulo aos negócios. O enorme endividamento do governo, o desequilíbrio mensal das contas públicas, teoricamente não dariam margem para pacotes mirabolantes. Se o ministro Guedes vai repetir o que fez o governo Temer, liberando o FGTS, antecipando o PIS/Pasep, no mínimo a economia vai experimentar “vôos de galinha”, ou o aumento pontual do consumo por alguns meses. Já a previsão de economistas para o rombo primário em 2019 e 2020 fica praticamente estável, aponta o relatório Prisma Fiscal, divulgado pelo Ministério da Economia. As expectativas para o rombo primário do governo central (Tesouro, Previdência e Banco Central) neste ano e no próximo teve ligeiro recuo a R$ 105,919 bilhões neste ano.

Ativos
O dólar caiu mais ontem, após iniciar os negócios em baixa, enquanto o preço do petróleo voltou a subir no mercado internacional. O mercado está com um olho na política externa e o outro no desenrolar da votação da Previdência Social.

Varejo
As vendas no varejo caem 0,1% em maio ante abril, relata o IBGE. Na comparação com maio do ano passado as vendas do comércio aumentaram apenas 1%, um volume insignificante. Sem consumo não puxa a produção, não gera emprego nem renda.

Juros
A Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) apura que as taxas de juros tiveram comportamentos diferentes em junho. Nas operações de crédito para pessoa física as taxas de juros foram elevadas e nas operações para pessoas jurídicas foram reduzidas no mês. Uma redução mínima, muito pequena.

Guararapes
O Conselho de Administração da Guararapes Confecções aprova a proposta de pagamento dos juros sobre o capital próprio, a serem imputados ao dividendo obrigatório do exercício de 2019, referente ao período de abril a junho de 2019. Serão destinados o montante bruto de R$ 16,273 milhões, correspondentes a R$ 0,0326 por ação.

Previdência ainda desigual
Mantido o sistema mais brando para servidores, segundo analistas, vai preservar as desigualdades na reforma da Previdência Social. No futuro, em outra possível reforma, essas distorções terão que ser corrigidas. Quem quiser uma aposentadoria maior terá que pagar mais por fora. A “nova Previdência” não vai melhorar a economia, o efeito não será imediato. Para a Confederação Nacional da Indústria (CNI), a aprovação da reforma da Previdência abre espaço para a agenda da produtividade. As mudanças garantem o pagamento dos benefícios, favorecem os investimentos e o crescimento da economia. A reforma promove maior equidade social.

Efeitos
O diretor do Senado, Felipe Salto, prevê uma nova reforma da Previdência em "cinco ou dez anos". Ele diz que a aprovação é positiva e trará benefícios para o País, mas critica retirada de revisão da idade mínima por sobrevida. Alguns segmentos tiraram proveito. As mudanças reduziram o efeito fiscal previsto inicialmente. A economia será de R$ 744 bilhões, bem distante daquela prevista inicialmente pelo governo de R$ 1,2 trilhão.

Movimento
A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), registra no Porto de Natal no primeiro semestre de 2019, um movimento total de 363.098 toneladas, um crescimento de 7,72% comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram 337.062 toneladas. Foram embarcadas 211.567 toneladas de frutas e sal e 151.531 toneladas de importação, predominando o trigo.

Crédito
Decreto publicado no Diário Oficial do Estado abre crédito suplementar de R$ 92,2 milhões, para o Ipern e encargos de pessoal. Indica que está garantido o pagamento de 30% dos salários a ser depositado na próxima segunda-feira, dia 15.

Rejeição
A conjuntura econômica continua desestimulaadora. Cerca de 65% dos micro e pequenos empresários brasileiros não pretendem contratar crédito nos próximos três meses, mostra indicador da CNDL/SPC Brasil. Um terço dos empresários considera difícil tomar recursos emprestados. O Indicador de Demanda por Investimento registra melhora, mas maioria está indecisa ou não vai tirar do papel plano de investir pelos próximos três meses.

Empreender
Pesquisa internacional sobre empreendedorismo aponta que dois a cada três brasileiros sonham em pedir demissão. Isso não quer dizer que odeiam seu trabalho, mas, na verdade, mostra que 77% deles sonham em empreender. Para os brasileiros, o fato de trabalhar para si próprio daria mais satisfação e flexibilidade. Encomendada pela companhia e conduzida pela OnePoll, em abril 2019, foram entrevistados duas mil pessoas e, 77% delas disseram sonhar em empreender.

Lançamento
O Planet Smart City fará investimentos na Região Metropolitana de Natal, “para receber a segunda Cidade Inteligente Social do Mundo”, garantem os investidores. O empreendimento projetado para receber cerca de 15 mil pessoas está em desenvolvimento em São Gonçalo do Amarante. Com o conceito ‘Viver, além de morar’, a cidade é projetada e desenvolvida com o know-how desenvolvido pela Planet, que une soluções inteligentes.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários