Pagamento x consumo

Publicação: 2019-12-28 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Luiz Antônio Felipe 
laf@tribunadonorte.com.br

No último dia útil do ano, 31 de janeiro, o servidor estadual recebe o pagamento do 13º salário de 2019, após o repasse pela União dos R$ 160 milhões referentes ao leilão da cessão onerosa – recurso extraordinário essencial para quitação da folha. É mais um reforço no orçamento do servidor estadual que continua aguardando os pagamentos dos salários e do décimo de 2018. Em dois decretos publicados ontem no Diário Oficial do Estado, o governo abre créditos extraordinários. O primeiro no valor de R$ 383, milhões, 455 e outro no valor de R$ 159 milhões.

COTAÇÕES
Dólar em leve baixa e o euro em leva alta. O Ibovespa recuou no fechamento do pregão de ontem para 116 mil pontos. O dólar fechou na mínima em mais de sete semanas ante real puxado por exterior.  O déficit primário fechou estável, em novembro, em relação ao ano passado, em R$ 16,5 bilhões.

Geração (I)
Será bandeira tarifária amarela na conta de luz em janeiro.  Mesmo com crescimento de 2,5% do PIB, a possibilidade de racionamento de energia elétrica em 2020, está afastada. Para mitigar o risco, a cada ano, o Ministério das Minas e Energia MME contrata um conjunto de empreendimentos de diversas fontes de energia, com a eólica, solar, biomassa e térmicas.

Geração (II)
Essas fontes são suficientes para atender o crescimento econômico sustentável do País, no momento. O maior problema está no volume d’agua acumulado nos grandes reservatórios que está muito baixo. O problema se resume ao risco hidrológico, no reservatório de Furnas, Três Marias, ao longo do rio São Francisco e no Centro Oeste.

SUBIDA 
A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) acelerou de 0,30% para 2,09% entre novembro e dezembro, mostra a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em 2019, o índice acumulou alta de 7,30%, a ser repassado aos contratos em janeiro. Em dezembro de 2018, o IGP-M registrou deflação de 1,08% no mês e registrou elevação de 7,54% em 12 meses.

Juros Menores
Longe ainda de ser um agente financeiro rural de peso como o Banco do Brasil, a Caixa Econômica  abre espaço para atrair mais clientes nesse nicho. Acaba de reduzir em até 54% as taxas de juros do crédito rural.  As novas taxas são para contratações com recursos obrigatórios de operações de custeio, investimento, comercialização e industrialização. As novas taxas estão disponíveis para contratações e variam de acordo com a atividade financiada, o prazo da operação e o nível de relacionamento do cliente com a CEF. De um modo geral, os juros do cheque especial e do rotativo do cartão de crédito subiram em novembro, de acordo com dados divulgados ontem  pelo Banco Central.

CUSTO 
Os médios produtores do Pronamp já contam com taxas no custeio a partir de 5,0% ao ano e, para o investimento, a partir de 5,7%/ano, reduções de 17% e 19%, respectivamente. Demais produtores pessoas físicas e jurídicas contam com taxas 19% menores, partindo de 6,5% ao ano.

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) da Fundação Getulio Vargas avançou 3,2 pontos em dezembro, na comparação com o mês anterior, para 99,5 pontos, o mesmo nível de julho de 2018. Com o resultado, o índice acumula alta de 3,9 pontos no quarto trimestre. A indústria fecha o ano com boas notícias. A alta da confiança em dezembro é reflexo principalmente da melhora na percepção dos empresários a sobre os negócios e do aumento do otimismo.

Os empresários acreditam que a nova NR18 deve descomplicar a gestão de SST na indústria da Construção. Formado por representantes do governo, de trabalhadores e empregadores, o grupo tripartite de revisão da Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde do Trabalho nº 18 (NR18) concluiu o trabalho de discussão do novo texto do dispositivo, que trata das condições e meio ambiente de trabalho na Indústria da Construção.

O Ministério da Agricultura e Pecuária publica o zoneamento do milho e capim braquiária de 1ª safra. Em 2019, o Zoneamento Agrícola de Risco Climático teve crescimento de 27% em relação ao ano passado. As portarias com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), ano-safra 2019/2020, são para a cultura de milho consorciado com braquiária - 1ª safra no Nordeste, incluindo Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

MARCA  
Já há alguns anos em mudança do seu posicionamento no mercado, a holandesa Philips deixou a área de áudio e vídeo (não se vê mais TVs nem sistema de som da marca), e expande o portfólio para equipamentos hospitalares e de Tecnologia da Informação (TI), como informática para radiologia, com a tecnologia Carestream de imagens baseadas na nuvem. Complementa a linha de tecnologias de diagnóstico da Philips e trará melhorias na produtividade de suas soluções, no gerenciamento de dados de diagnóstico e na visualização e análise de informações.

AVIAÇÃO 
Nem todos a bordo. Nada menos do que 26 companhias aéreas deixaram de voar no mundo em 2019. No Brasil, o grande destaque negativo foi a Avianca que acaba de perder os últimos aviões. Algumas que deixaram de voar foram Germania, Thomas Cook, Jet Airways e WOW Air. Por outro lado, a Smiles garante que o reajuste de preço da Gol não será repassado aos passageiros. Ja está custando muito caro, na comparação com os programas de fidelidade de outras companhias aéreas.

TRAVESSIA 
A Air Europa cresce 15% no mercado brasileiro, em 2019. As novas rotas, nova frota e reestruturação interna marcam ano de sucesso da companhia no país. A companhia teve faturamento de 115 milhões de dólares, quatro rotas diretas para a Europa e coloca o Brasil na quarta posição de mercado mais importante do mundo para a companhia.






Deixe seu comentário!

Comentários