Para além da cozinha Nikei

Publicação: 2019-06-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Após lançar a conexão gastronômica entre Peru e Japão na culinária natalense, o restaurante Hamachi mudou de proposta e também de endereço. A casa se despediu de Ponta Negra depois de dois anos e meio, e reabriu as portas semana passada em Petrópolis. O Hamachi agora é uma casa de comida contemporânea, que circula por várias culturas gastronômicas. Mas os sabores originais também continuam por lá.

A decoração do salão segue o estilo oriental contemporâneo
A decoração do salão segue o estilo oriental contemporâneo

“A gente manteve no cardápio os pratos consolidados da antiga casa, mas agora temos uma gastronomia que trafega pelo mundo”, afirma o proprietário Thiago Gadelha. A nova casa tem um formato menor e mais intimista que o anterior, sempre com luz baixa, e dois ambientes – incluindo um primeiro andar com vista para a rua Potengi. O Hamachi ganhou a cara de um bistrô moderno.

A repaginação do menu foi de 50%, mas bastante significativa, segundo Thiago. “A proposta da cozinha ‘nikkei’ (técnicas japonesas com especiarias peruanas) era inovadora, mas limitava nossas opções. A gente também precisava pensar em quem não curte essa culinária e queria comer outro tipo de comida”, explica. Outro fator foi a Lei Seca. “A maioria da clientela era de Tirol/Petrópolis. E elas não podiam beber, e o Hamachi não é um lugar que se vai só pra jantar. Então a vinda pra cá também foi estratégica”, diz.

Entre as novas iguarias do Hamachi estão o filé dos Andes (selado na manteiga com aligot de macaxeira e shimeji e farofa de pão e bacon), arroz negro cremoso com camarões e vinagrete peruano, massa negra com mariscos, tiras de filé migon à moda peruana, pulpo borracho (polvo cozido e flambado no pisco), magret de canard grelhado com foies gras e aligot de batata, camarão à putanesca, filé de salmão grelhado ao molho de maracujá, filé ao funghi, peixe branco grelhado e temperado com limão siciliano, entre outros.

Restaurante  Hamachi vai para Petrópolisem loft charmoso, com varanda para a rua Potengi
Restaurante Hamachi vai para Petrópolis em loft charmoso, com varanda para a rua Potengi

O segmento oriental continua com boa presença na casa. Há os temakis de salmão, atum e ebi furai. E sete cortes de sashimis, entre atum, polvo espanhol, anchova nikkei, salmões nobre e torô Nikkei, além de variações para compartilhar como o Petrópolis (24 peças, criação do chef), e Yucari (20 peças). Os ceviches seguem fortes, como o mira flores (salmão, maracujá e flores comestíveis). De sobremesas tem o suspiro de limenha (manjar de leite com canela e baunilha), cocada brulé, o petit gateua da casa (com sorvete de baunilha, churros e doce de leite). 

O Hamachi também conta agora com um menu especial para o almoço: é o duo Hamachi Meio-dia, uma síntese da gastronomia da casa. Tem o segmento ocidental, com peixe com risoto de limão siciliano, massa fresca com camarão, filé à parmegiana, estrogonofe com farofa panko e crispys de batata-doce, todos ao preço único de R$32. Já o segmento oriental custa R$39, e tem uma série de variações de peças. A coquetelaria assinada pelo mixolologista Márcio Felipe também se manteve igual, pois se tornou marca registrada da casa.

Serviço:
Hamachi. Rua Potengi, 636, Petrópolis. Aberto de terça a sábado para almoço e jantar, e aos domingos só para almoço. Tel.: 2010-2090.





continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários