Para analista, é preciso preparar empresas locais

Publicação: 2017-07-29 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
No ano passado, a Petrobras também anunciou a intenção de vender parte dos campos em terra do Rio Grande do Norte, o maior produtor terrestre de petróleo do Brasil. Campos em outros estados também seriam repassados. A decisão foi criticada pelo Sindicato dos Petroleiros (Sindipetro RN), segundo o qual “empresas menores podem oferecer postos de trabalho mais precários e não terão capacidade de exploração” semelhante à da estatal.

Para Prates, do Cerne, algumas preocupações relativas à capacidade dos novos operadores têm relevância, “daí a necessidade de preparar operadores locais capazes de enfrentar os desafios de uma indústria em que “há muitas regras específicas, regimes de trabalho diferentes e de meio ambiente que devem ser respeitados”. “A crítica vem também nesse sentido, de se conseguir implementar em empresas menores o nível de excelência que a Petrobras emprega operacionalmente”, diz. Ele analisa que “o estado deveria se preparar melhor para receber, incentivar e criar um bom ambiente de investimento para agentes de médio e pequeno porte, inclusive locais. “Isso precisa muito do apoio dos governos e entidades regionais”.


Deixe seu comentário!

Comentários