Política
Parlamentares reagem a Styvenson
Publicado: 00:00:00 - 27/07/2021 Atualizado: 00:14:48 - 27/07/2021
A  Bancada Feminina do Senado reagiu a declarações do senador Styvenson Valentim (Podemos-RN), que minimizou as agressões sofridas por uma mulher no Rio Grande do Norte no dia 15 de julho. Em nota, a Bancada ainda reforçou a necessidade da “luta em defesa de todas as mulheres brasileiras e contra qualquer tipo de violência, seja contra quem for”. Ao mesmo tempo, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) anunciou o registro de um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil de Brasília (DF) contra o senador potiguar Styvenson Valentim. Ela disse que vai também ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado e entrará com uma ação judicial contra o parlamentar.  "Eu abri um boletim contra o senador Styvenson. “O senador fez uma live em que me acusou de ter usado drogas e eu sequer jamais fumei um cigarro na vida. Ele vai ter que provar. Não só ao conselho de ética, mas também a justiça", afirmou Joice. Ela acrescentou que não aceitaria declarações como as que foram dadas. "Não vou aceitar ilações de canalhas, nem dele, nem de ninguém".

Magnus Nascimento
Depois da repercussão de suas falas, Styvenson divulgou nota na qual pede desculpas

Depois da repercussão de suas falas, Styvenson divulgou nota na qual pede desculpas


Essas foram algumas das reações contra as declarações transmitidas no fim de semana pelo senador nos perfis que ele atualiza nas redes sociais. A deputada federal Natália Bonavides (PT) também informou que entrou com uma reprsentação contra o senador no Conselho de Ética, em função do que ele disse que considerado, por parte do senador, como uma manifestação de “discurso legitimador da violência contra a mulher” ao comentar a agressão de um policial militar a uma mulher no interior do Rio Grande do Norte. As declarações do senador Styvenson Valentim “viralizaram” nas redes sociais e repercutiram ontem e ao longo do fim de semana. 

Já a deputada federal Carla Dickson (PROS) disse que “como mulher e parlamentar repudiava veementemente” a fala do senador Styvenson Valetim, que em vídeo “minimiza os atos de violência contra uma mulher por um policial militar na cidade de Santo Antonio”.  

A senadora Zenaide Maia (PROS) divulgou a nota assinada pela bancada feminina do Senado da República, repudiando as palavras do senador Styvenson Valentim divulgadas na internet. “O sentimento de indignação toma conta da Bancada Feminina do Senado Federal neste momento, em que fatos e relatos da prática de violência contra a mulher são retratados nos noticiários nacionais e nos chocam profundamente”, diz a nota.  Também afirma-se, na nota, que esse “sentimento ganha uma dimensão ainda maior quando a violência é justificada por agentes do Estado ou pessoas públicas que deveriam justamente nos defender e repudiar esse tipo de conduta”. Para as senadoras,  “as  palavras têm um peso ainda maior por envolver a manifestação de um colega nosso do Senado Federal, o Senador Styvenson Valentim”. Nada pode justificar a validação de atos e condutas inadmissíveis que revelam a violência estrutural, cultural e histórica da nossa sociedade”.

A deputada estadual Isolda Dantas (PT) alertou que “não há justificativa para violentar uma mulher”. A vereadora natalense Camila Araújo (PSD) afirmou que “é inegociavelmente contra todo tipo de violência e contra qualquer discurso que tente legitimá-la ou mesmo amenizá-la; e me preocupa, em especial, quando isso parte de uma autoridade”. Já a vereadora Divaneide Basílio (PT) declarou que “mais estarrecedor a fala de um senador dizer que não sabe o motivo pelo qual ela recebeu aqueles tapas”. A vereadora Nina Souza (PDT) disse que “a citação do Styvenson Valentim é absurda, violência contra mulher é crime e a Lei Maria da Penha existe para punir os responsáveis”.

Depois da repercussão de suas falas, Styvenson gravou um vídeo, publicado em sua página pessoal no Instagram, dizendo que talvez tenha usado palavras de “forma equivocada”. Mais tarde, no início da noite de ontem, o senador divulgou nota em que pede desculpas e afirma que sua "intenção não era, de forma alguma, ofender essa mulher ou qualquer outra cidadã".

Os vídeos do senador Styvenson que procuraram reações indiganas foram os que minimizou as agressões sofridas por uma mulher no Rio Grande do Norte no dia 15 de julho.

Em outro vídeo que circula na internet, o senador comenta, em tom de zombaria, as agressões sofridas pela deputada federal Joice Hasselmann (sem partido). A deputada relatou ter acordado em seu apartamento com fraturas no rosto e hematomas no corpo. Ela afirma não se lembrar do ocorrido e disse desconfiar de ter sofrido um atentado. Styvenson fez menção a traição conjugal ou uso de drogas, como possíveis causas dos ferimentos da deputada (leia mais sobre as agressões contra Jaice Hasselmann no texto ao lado).








Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte