Parnamirim libera funcionamento de bares e música ao vivo

Publicação: 2020-07-10 09:28:00
A+ A-
O município de Parnamirim, na região Metropolitana de Natal, está em uma fase mais avançada na liberação de atividades comerciais. Através de decreto, a Prefeitura local autorizou o funcionamento de bares na cidade desde a quarta-feira (8), inclusive com possibilidade de música ao vivo nos ambientes.
Créditos: DivulgaçãoAo contrário de Natal, Parnamirim liberou funcionamento de bares, consumo de bebidas alcoólicas e música ao vivoAo contrário de Natal, Parnamirim liberou funcionamento de bares, consumo de bebidas alcoólicas e música ao vivo

De acordo com o decreto assinado pelo prefeito Rossano Taveira, os bares, restaurantes e lanchonetes de até 300m² poderão funcionar seis horas por dia, até às 22h, podendo haver ainda a ampliação do funcionamento em caso de uso da estrutura para viabilizar os serviços de delivery. Ficou definido também que a ocupação máxima será de 50% da capacidade do estabelecimento, ficando obrigada ainda a informação na porta do local sobre o número máximo de pessoas permitidas. Além disso, também há a limitação de até quatro pessoas por mesa, "desde que pertencentes à mesma família", e distância de pelo menos dois metros entre as mesas distintas e um metro entre as pessoas que estão sentadas.

O uso de máscara é obrigado quando o cliente se deslocar durante o bar, mas liberado quando estiverem sentados nas mesas. Os funcionários que trabalham no setor de produção deverão utilizar, além das máscaras de proteção facial, luvas, toucas, óculos de proteção, avental impermeável e demais equipamentos de proteção individual que se fizerem necessários.

Nos casos de música ao vivo, o decreto liberou que até duas pessoas atuem, dando como exemplo um cantor e um instrumentista. O artista que não estiver cantando, inclusive, deverá utilizar máscara. Fica vedado também o contato físico do músico com o público.

Ainda no decreto, a Prefeitura de Parnamirim sugere que, sempre que possível, seja disponibilizado plataforma digital (menu digital via QR Code ou aplicativo) ou, em todo o caso, adaptá-lo as recomendações de controle sanitário, além da instalação de barreiras de acrílicos nos caixas e balcões de alimentos. Fica proibido o uso de guardanapos de tecido.


Atualizada às 19h28