Partidos repassaram R$ 2,1 milhões para campanhas a prefeito em Natal; 4 candidatos não receberam

Publicação: 2020-10-20 10:25:00
A prestação de contas dos candidatos à Prefeitura do Natal aponta que a maior parte dos recursos que têm financiado as campanhas eleitorais na capital potiguar são dos próprios partidos políticos. De acordo com os dados apresentados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até a manhã desta terça-feira (20), somente 4 dos 13 candidatos que seguem na disputa pela Prefeitura do Natal não receberam recursos dos partidos para a disputa. Ao todo, somente em recursos repassados pelas legendas, a campanha em Natal tem R$ 2.139.414,00 em recursos dos partidos. Ao todo, campanhas arrecadaram R$ 2.332.235,00 e verba dos partidos corresponde a 91,7% de toda verba arrecadada para a campanha eleitoral.
Créditos: Adriano AbreuMaior parte dos recursos destinados à campanha a prefeito de Natal vem de partidosMaior parte dos recursos destinados à campanha a prefeito de Natal vem de partidos

Os candidatos que mais arrecadaram dinheiro de suas legendas foram Hermano Morais (PSB) e o atual prefeito, Álvaro Dias (PSDB), que têm em suas contas R$ 500 mil repassados por seus partidos. Em seguida, Jean Paul Prates (PT), que recebeu R$ 497 mil, Sérgio Leocádio (PSL), que recebeu R$ 354 mil, e Coronel Azevedo (PSC), que tem em sua conta de campanha R$ 166.755,00 de origem partidária.

Ainda na lista de recursos repassados pela legenda estão Fernando Freiras (PCdoB) com R$ 65.563,00, Nevinha Valentim (PSOL) com R$ 31.634,65, Jaidy Oliveira (DC) com R$24.680,00, e Rosália Fernandes (PSTU) que recebeu R$ 4.400 de seu partido.

Afrânio Miranda (Podemos), Carlos Alberto (PV), Coronel Hélio (PRTB) e Kelps Lima (Solidariedade) não receberam recursos de suas legendas para a disputa, de acordo com a prestação de contas à disposição no site do TSE.

Doações e gastos

Entre os candidatos, as maiores doações próprias para as campanhas partiram de Coronel Hélio e Kelps Lima, que aportaram R$ 70 mil e R$ 48,5 mil, respectivamente, nas contas da campanha.

Os candidatos Carlos Alberto e Afrânio Miranda estão em seguida como os maiores doadores para as próprias campanhas, com aportes de R$ 10,3 mil e R$ 10 mil, enquanto Coronel Azevedo doou para sua campanha R$ 8 mil, Sérgio Leocádio doou R$ 4 mil e Hermano Morais cedeu R$ 2 mil para a própria campanha.

Até o momento, Álvaro Dias, Fernando Freitas, Jaidy Oliveira, Nevinha Valentim, Rosália Fernandes e Jean Paul Prates não doaram recursos próprios para a campanha.