Passarela de Emaús aguarda desapropriação de terrenos

Publicação: 2019-06-27 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Com a estrutura inacabada na BR-101, uma passarela erguida em Emaús chama atenção de quem transita pelo local. O Dnit, responsável pela instalação da estrutura – que faz parte das obras de readequação da BR-101 – aguarda a relocação da rede de energia pela  Companhia Energética do Rio Grande do Norte  (Cosern). No entanto, a empresa explicou que  identificou a necessidade de desapropriação de terreno e de demolições no local para essa relocação.

O que já foi erguido, referente a apenas uma das pistas principais da rodovia, chama a atenção de quem passa no local
O que já foi erguido, referente a apenas uma das pistas principais da rodovia, chama a atenção de quem passa no local

 A Cosern disse que essas são ações de responsabilidade do Dnit, e que aguarda  a comunicação do Departamento sobre essas providências para iniciar o deslocamento da sua rede elétrica “o mais rápido possível”.

Nas laterais da passarela que está sendo construída pelo Dnit estão localizados o supermercado Atacadista Superfácil, da rede Nordestão, e na outra margem um terreno destinado à construção de um shopping. Uma fonte informou à TRIBUNA DO NORTE que existe uma pendência junto ao supermercado em relação a demolição de parte do estacionamento. A rede Nordestão, no entanto, negou, por meio da assessoria de imprensa, que houvesse qualquer impasse com o Dnit em relação a passarela.

O objetivo das intervenções viárias na rodovia federal é transformar esse intervalo de 14 km da BR-101 em via expressa, eliminando os semáforos e os retornos que causam congestionamentos diários nos dois sentidos. Segundo estudos do Dnit-RN, quando as obras forem concluídas a velocidade média dos veículos entre Natal e Parnamirim passará de 60 km/h para 80 km/h, e a capacidade de tráfego irá aumentar de 12 mil veículos por faixa, por dia, para 20 mil veículos. O viaduto do Parque Aristófanes Fernandes tem prazo de conclusão até julho de 2019. A obra, orçada em R$ 11.234.295,75 tem apenas uma das pistas pavimentada.

A TRIBUNA DO NORTE solicitou esclarecimento do Dnit desde a terça-feira (25).  Os pedidos foram reforçados nesta quarta-feira (26), e não foram enviados até o fechamento desta edição.

Obras previstas
O novo viaduto em Parnamirim faz parte de uma série de intervenções viárias que visam melhorar o fluxo do tráfego nos 14 km da BR-101 entre o viaduto de Ponta Negra e o IFRN-Parnamirim. Em 30 de setembro de 2018, a passagem inferior que facilita o acesso à Av. Maria Lacerda (Nova Parnamirim) e ao retorno de quem sai do conjunto Cidade Satélite em direção a Natal, foi liberada definitivamente pelo Dnit-RN.

Ao todo serão construídos cinco viadutos e duas passagens inferiores, 52 paradas de ônibus, vias marginais nos dois sentidos e   seis passarelas entre Natal e Parnamirim, transformando o trecho destacado da rodovia federal em via expressa.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários