Viver
Pedro Balduíno expõe na mostra 'A Noite Alta'
Publicado: 00:00:00 - 18/01/2022 Atualizado: 22:45:04 - 17/01/2022
Tádzio França
Repórter

Pedro Balduíno escreve, desenha,  roteiriza, dirige e pinta. Artista visual de matizes variadas, ele vai reunir um pouco de tudo isso na exposição “A Noite Alta”, uma mostra individual de talentos coletivos que será aberta nesta quarta-feira (19), às 19h, no Bardallos, Cidade Alta. Na ocasião, além das pinturas e desenhos pelos quais já é conhecido, Balduíno também vai exibir quatro de seus curta-metragens, além de relançar seus dois livros. Da literatura ao audiovisual, boa parte dessa produção foi realizada durante os dias de isolamento da pandemia, e só agora vai encontrar um público presencial. 

Divulgação
Pedro Balduíno mostra suas pinturas, livros e curtas-metragens

Pedro Balduíno mostra suas pinturas, livros e curtas-metragens


“Será um alegria poder mostrar uma parte do que produzi durante a pandemia em público pela primeira vez. Foram dois anos só expondo e lançando online, e agora poderei encontrar as pessoas que curtem meu trabalho pessoalmente, mesmo que com as restrições necessárias. E com direito a material inédito”, diz Pedro Balduíno à TRIBUNA DO NORTE. Entre os trabalhos, estarão os livros “Havia uma mancha de vermelho-sangrento”, lançado em 2020, e “Antigos passos vazios”, de 2021. Ambos pela editora Ilustração Livrada. 

A exposição de arte trará cerca de 12 trabalhos entre pinturas, desenhos e colagens, todos inéditos, e que fazem um apanhado do trabalho do artista nos últimos seis anos. Balduíno ressalta que não há um tema único entre esses trabalhos, mas que todos eles representam a variedade de referências que ele mais aprecia representar, elementos que circulam entre o cinema, as histórias em quadrinhos, e a literatura. “Algumas das ilustrações expostas foram feitas para meus livros”, ressalta. 

Audiovisual 
A faceta cineasta de Balduíno será vista só na noite de abertura da mostra, com a exibição dos quatro curta-metragens. Ele conta que escolheu os trabalhos que tiveram maior circulação e melhor avaliação no segmento, de 2017 pra cá. Serão mostrados “Inverno 3 – Preguiça”, “Pela tela”, “Lemniscata”, e o inédito da turma,  “Sombras da alma 1: Eterno retorno”. Este último faz parte de um projeto em série, que consistirá em oito filmes. 

Balduíno explica que “Sombras da alma” será uma antologia de terror, mistério e surrealismo com a participação de variados autores locais, como o escritor Márcio Benjamin, por exemplo. “Nossa base são as séries do gênero na televisão, uma mistura do terror de Twilight Zone com os casos policiais escabrosos do Você Decide”, explica. O autor já citou entre suas referências nomes como David Lynch, David Cronemberg, Mary Harron, Svankmajer e Agnes Varda. 

No primeiro episódio de “Sombras da alma”, há destaque para a participação do ator Pedro Fasanaro, potiguar que vem rendendo elogios mundo afora por sua atuação em séries, curtas, e filmes como “Deserto particular”. Ele atua junto com Isadora Gondim. Pedro Balduíno ressalta que toda a renda de seu trabalho vendido na exposição será voltado para bancar as continuações do projeto “Sombras”. 

Pedro Balduino é carioca de nascimento, mas se criou em Natal, e viveu boa parte da infância no bairro do Alecrim. Começou a se aventurar nas artes plásticas a partir da adolescência, em 2005, quando fazia ilustrações pra vender, e participava de fanzines. Considera que se profissionalizou no segmento a partir de 2010, quando entrou no curso de artes visuais da UFRN.  

Serviço:
Mostra “A Noite Alta”, exposição de pinturas, livros e filmes de Pedro Balduíno. Abertura na quarta-feira (19), às 19h, no Bardallos, Cidade Alta. 

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte