Período chuvoso de 2018 foi o melhor dos últimos sete anos, diz Emparn

Publicação: 2018-08-15 15:27:00 | Comentários: 0
A+ A-
O período chuvoso de 2018 foi o melhor do Rio Grande do Norte nos últimos sete anos, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). Segundo o órgão estadual, tanto para o semiárido potiguar, quanto para as regiões Agreste e Leste, o volume de precipitações subiu.

Numa análise realizada pela Unidade de Meteorologia, é possível dizer que em relação as chuvas ocorridas no período de 2012 a 2017, quando houve predominância de seca na maior parte do Estado, o volume de chuvas nesses 6 anos, ficou 35,9%, abaixo da média para o Estado que é de 758,3 milímetros no período de janeiro a julho. Em 2012, quando choveu apenas 378,6mm, volume que ficou 53,4% abaixo da média.
O açude Mamão, no município de Equador, transbordou após chuvas
O açude Mamão, no município de Equador, transbordou em abril após chuvas

Já o ano de 2018 apresentou um comportamento pluviométrico melhor, mesmo com algumas microrregiões apresentando chuva abaixo da média, do volume normal para o período. No balanço para o Estado, o acumulado entre os meses de janeiro a julho de 2018 ficou em 734,6mm, um volume bem próximo da média esperada que é de 758,3mm.

"O volume de chuvas registrado neste ano, possibilitou a recuperação parcial do volume armazenado nos principais reservatórios do Rio Grande do Norte, amenizando de forma significativa o problema no abastecimento de água em muitos municípios do interior do Estado", disse o meteorologista da Emparn, Gilmar Bristot.

O destaque positivo, onde choveu acima da média, fica por conta das microrregiões de Macau (35%), e do Médio Oeste (20,2%). Enquanto que o destaque negativo, onde choveu abaixo da média, fica for conta das microrregiões da Serra de São Miguel (-19,3%), Seridó Oriental (-13,3%), Borborema Potiguar (-16,4%) e o Agreste Potiguar com -16,0%.


continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários