Peres diz estar disposto a oferecer valorização para Sampaoli seguir no Santos

Publicação: 2019-11-16 08:02:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Santos tem contrato com o técnico Jorge Sampaoli até dezembro de 2020, mas isso não quer dizer muito no futebol. Ofertas polpudas aparecem e seduzem profissionais a ponto de eles negociarem saídas. A diretoria do Santos sabe que pode perder seu técnico após o Campeonato Brasileiro. Para que isso não ocorra, o presidente José Carlos Peres está disposto a, ele mesmo, rasgar o contrato atual e aumentar o salário do argentino, ainda que isso não signifique garantia de prolongar o vínculo do treinador na Vila para além do fim do próximo ano.

Porém, dobrar o que Sampaoli ganha parece inviável ao Santos nesse momento. Estima-se que ele receba R$ 600 mil por mês e, assim, seja um dos mais bem pagos do futebol nacional. Na seleção argentina, ele ganhava R$ 7 milhões por temporada. Portanto, os montantes se equivalem.

O técnico argentino do Santos, Jorge Sampaoli teve uma semana de muitos treinos e muita conversa com os jogadores da equipe

Ocorre que Sampaoli teve seu trabalho valorizado e o Santos acredita que ele terá propostas de clubes da Europa na virada do ano. "Temos contrato com o Sampaoli até o fim do ano que vem, mas sabemos que ele foi valorizado no mercado e que pode receber ofertas. Estamos preparados para segurá-lo", disse ao Estado Peres, no mesmo dia em que entregou pessoalmente uma placa a Pelé pelos 50 anos do seu milésimo gol.

O presidente contou que partiu dele a ideia de contratar Edinho, filho de Pelé, para as categorias de base do clube. "Ele fará cursos específicos e necessários para a carreira de treinador. Queremos que ele se aproxime de Sampaoli nesse momento", disse.

Peres afirma ter encontrado o Santos bastante bagunçado financeiramente quando assumiu o posto no lugar de Modesto Roma Júnior. Por isso se viu obrigado a atrasar salários e renegociar dívidas. Garantiu ao Estado, no entanto, que terminará o ano com dinheiro em caixa, na ordem de R$ 45 milhões. Daí sua certeza de poder segurar o treinador por mais 12 meses.

Nesse quesito, Sampaoli faz como todos os outros treinadores em alta. Aguarda o fim do ano para tomar uma decisão. Diz adorar a cidade de Santos, mas já se mostrou incomodado com algumas atitudes da diretoria. Sua preocupação é confirmar nas próximas rodadas a vaga direta para fase de grupos da Libertadores de 2020.

Peres nada disse sobre reforços para 2020, mas sabe que terá de oferecer algumas "cerejas" para Sampaoli, além do reconhecimento salarial. O treinador tem sinal verde para reformular o elenco e avaliar possíveis atletas santistas emprestados a outros times. Ele sabe que para enfrentar Flamengo e Palmeiras em 2020, o Santos precisará ser mais forte do que é.


Estadão Conteúdo




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários