Peres não teme que Palmeiras atravesse negociação do Santos com Gustavo Henrique

Publicação: 2019-10-22 16:02:00 | Comentários: 0
A+ A-
O presidente do Santos, José Carlos Peres, disse nesta terça-feira não temer que o Palmeiras atravesse a negociação com o zagueiro Gustavo Henrique. O dirigente alvinegro disse apostar na "amizade" entre os clubes. O defensor tem contrato apenas até janeiro de 2020 e já indicou que deve deixar o Santos, mas clube alviverde monitora a situação.

Zagueiro Gustavo Henrique abriu o caminho para boa vitória santista no clássico contra o Palmeiras

"O presidente do Palmeiras (Mauricio Galiotte) é um grande amigo e não tenho nenhuma dúvida de que não vai fazer isso, ele nos consultaria, porque estamos em negociação. Respeitamos os coirmãos de São Paulo, sempre. Se está em negociação, não atravessamos para não prejudicar", afirmou Peres, na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF), durante evento em que os grupos do Paulistão de 2020 foram sorteados.

Após diversas conversas sem acordo, Peres disse que há um novo encontro marcado entre as partes. "Teremos uma reunião nesta semana para definir de uma vez por todas. O Gustavo Henrique é um Menino da Vila, querido pelo elenco. O Santos gosta muito dele e ele gosta do Santos. Não vamos segurá-lo no caso da Europa (de acertar com o clube do continente) porque ele sonha em jogar lá, é um sonho de todos os jogadores", declarou.

Na semana passada, o próprio Gustavo Henrique indicou que não deve permanecer no Santos na próxima temporada. "Sempre manifestei meu desejo de jogar um dia na Europa e fui procurado por alguns clubes do Brasil, não abri negociação, esperei o Santos tentar melhorar a proposta (de renovação) ou algo assim. E a partir do momento em que fui chamado para receber a proposta de renovação, eu já estava com a cabeça de que iria sair, porque não havia sido chamado antes. Meu pensamento era ir para a Europa", disse o zagueiro, em entrevista coletiva concedida na véspera do jogo contra o Ceará, na Vila Belmiro, onde ele acabou marcando o gol que garantiu a vitória por 2 a 1, de virada, pelo Brasileirão.


Estadão Conteúdo




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários