Pesquisa profunda

Publicação: 2019-06-13 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Marcéu Pierrotti abusa da criatividade para construir seus personagens. No ar em “Jezabel”, macrossérie bíblica da Record, o ator quis se cercar por todos os lados para compreender o profeta Geazi. Durante a fase de pré-produção, Marcéu estudou os capítulos que tinha nas mãos e a Bíblia. “Os capítulos me apontaram os caminhos escolhidos pela Cristianne Fridman (autora) para o papel. Porém, percebi que precisava preencher de porquês e criar uma história prévia para Geazi. Assim poderia justificar as decisões deste personagem e escolher qual seria seu comportamento. Para mim, um personagem está muito mais nas perguntas do que nas repostas”, defende.

Marcéu Pierrotti
Marcéu Pierrotti vive Geazi em série bíblica

Na história, Geazi é da escola de profetas e é ajudante de Eliseu, interpretado por Ronny Kriwat. Por trair Eliseu, acaba contraindo a lepra. “É um personagem ambíguo e que fica entre a fé no Deus único de Israel e as concessões pela sobrevivência terrena”, explica Marcéu, que viajou ao Marrocos para gravar parte de suas cenas na produção épica. “Fiquei diante de paisagens e uma cultura muito diferentes do já havia vivido. Nesta viagem, o silêncio e o tempo têm sido dois focos da minha atenção. O deserto te impõe isso, te dá espaço, te alarga o tempo, te propõe escutar o silêncio”, completa. Além da carreira artística, Marcéu também tem uma longa relação com o mar. Sua família tinha uma pousada no litoral de São Paulo, perto de Ilhabela, e uma loja náutica. Por isso, o ator é surfista desde pequeno. “Apesar de não estar surfando ultimamente, o surfe é presente. Acompanho o circuito mundial pela internet, tentei ir surfar em Taghazout (litoral do Marrocos), mas não tive brecha nas gravações. Na minha rotina no Rio, surfo uma vez por semana”, afirma.

Dramas pessoais
A relação entre Carolina e Vera, interpretadas por Marjorie Estiano e Drica Moraes em “Sob Pressão”, está cada vez mais pessoal. No episódio desta quinta, dia 13, as médicas se aproximam quando Vera descobre sobre a gravidez da esposa de Evandro, papel de Julio Andrade. “São mulheres diferentes que se somam. Um exemplo da união entre o respeito pela vida e a experiência do outro, independentemente de identificação imediata. Foi um encontro muito bonito e fortalecedor”, defende Marjorie. O episódio já está disponível para os assinantes do Globoplay.

Esporte em alta
A Band dedica sua programação, nesta quinta, dia 13, ao esporte. Na hora do almoço, a partir das 12h45, a emissora exibe o segundo jogo da seleção brasileira na Copa do Mundo FIFA de Futebol Feminino. A partida contra a Austrália terá narração de Oliveira Andrade e comentários de Alline Calandrini e do ex-jogador Neto. Na parte da noite, às 22h, irá ao ar o sexto confronto das finais da NBA. O jogo entre Golden State Warriors e Toronto Raptors terá narração de Ivan Bruno e comentários de Álvaro José, Danilo Castro e Eduardo Barão.

 

 Exemplo no mar

Para Maya Gabeira, representatividade importa. A partir deste sábado, dia 15, a surfista estreia o “Eu, Maya Gabeira”, do Canal OFF. Na produção, ela mostra sua rotina em Portugal, onde mora atualmente, e relembra sua trajetória profissional. Através do projeto, Maya espera ser uma inspiração para novos talentos. “Estou muito feliz por ter concretizado esse trabalho. Com o programa, espero que eu possa ajudar a inspirar mais mulheres que tenham o desejo de também investir no surfe profissionalmente”, afirma.
Foi bem

Para o retorno de Ícaro Silva na trama de “Verão 90”, da Globo. Interpretando o divertido Ticiano, o ator vive um dos personagens mais sólidos do folhetim. Além disso, ele faz uma boa dobradinha com Dandara, papel de Dandara Mariana.
Foi mal  

Para a fraca trama de Laila, papel de Julia Dalavia em “Órfãos da Terra”, da Globo. A mocinha pouco movimenta a história e, por diversas vezes, se mostra extremamente ingênua.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários