Petróleo da Bacia Potiguar

Publicação: 2017-05-19 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Rio Grande do Norte e o Ceará  terão a oportunidade de reverter a   desativação dos investimento em campos de petróleo e gás, na Bacia Potiguar. Hoje, à tarde, na Fecomércio, haverá uma apresentação do programa de reativação dos investimentos. Dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), mostram que a produção de petróleo no Brasil supera os 2,75 milhões de barris por dia (bbl/d) sendo que 47% do total produzido já provém do Pré-Sal,  no litoral do Sudeste. A Bacia Potiguar tem  uma área de 119.030 mil Km quadrados, sendo 33.200 km2 emersa e 86.100 km² submersa, com  data inicial de exploração em 1952 em terra (com a primeira descoberta no campo de Mossoró em 1979) e 1972 no mar (com o campo de Ubarana em 1973).

PRODUÇÃO Hoje, ainda existem mais de 3.800 mil poços produtores de petróleo e gás no Rio Grande do Norte e no Ceará. Apesar de já ter chegado a produzir mais de 100 mil barris de petróleo-equivalente (petróleo e gás natural somados) nos anos 90, a parte terrestre da Bacia Potiguar oscila hoje entre 60 e 70 mil barris de petróleo-equivalente/dia.

Redução

O Sindicato das Empresas de Petróleo e Gás do RN (Sipetro) calcula que o investimento da Petrobras foi reduzido em pelo menos R$ 200 milhões, nos últimos dois anos. E, para os petroleiros, a desativação de todas as sondas terrestres da Bacia Potiguar, em setembro do ano passado, está gerando mais de 5 mil demissões ao longo de toda a cadeia produtiva local.
 
Mais dinheiro

No  Rio Grande do Norte, mais de 125 mil trabalhadores já sacaram os recursos disponíveis nas contas inativas do FGTS nas três primeiras fases. O valor em circulação na economia chega a R$ 128,1 milhões, até o dia 16 último. Em todo o País, a Caixa Econômica já pagou R$ 24,4 bilhões. O valor pago nas três primeiras fases equivale a 84,3% do total inicialmente previsto (R$ 29 bilhões).

MUDANÇA Que a reforma política, em tramitação no Congresso Nacional, possa contribuir para mudar essa relação promíscua entre os políticos e os empresários. Num primeiro momento vai mudar muita coisa e, mudaria mais ainda se os empresários entrassem na política. O clima é tenso. Mas, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn vê o Brasil menos vulnerável a choques externos. Apontou que o estoque de reservas internacionais ultrapassa US$ 370 bilhões, o que representa cerca de 20% do PIB do país.

Projeto para a mineração
Depois do programa de reativação do petróleo, vem o da mineração. Para o secretário de Geologia e Mineração do Ministério de Minas e Energia, Vicente Lôbo, o setor minerário passa por uma mudança paradigmática, com o objetivo de atrair investimentos para a indústria e desenvolver as mais diversas etapas da cadeira produtiva na mineração. Na semana passada foi anunciado um investimento privado de US$ 730 milhões em projetos de ouro, terras-raras, bauxita e vermiculita, e outros bens minerais no estado do Goiás, até 2018.

PREJUÍZO No “Bolsa Empresário”, criada no governo Dilma Rousseff, o  BNDES teria perdido R$ 711 milhões com a processadora de carnes JBS Friboi, diz uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU).

1 A Semana da Indústria promovida pela Fiern começa hoje e vai até o dia 27 próximo, com várias atividades, como palestras, cursos, shows e debates, em Natal e no interior. Terá uma palestra sobre Indústria 4.0, na próxima terça-feira (23), às 19h30, no CTGás e outra, no mesmo dia, sobre RN Indústria, no auditório da Casa da Indústria.

2 No País das falcatruas e desvios, a economia com revisão de benefícios do INSS já alcança R$ 2 bilhões. O novo balanço do governo revela a extinção  de 102,6 mil benefícios após a perícia médica. O pente-fino  por incapacidade do INSS, até o momento, os peritos revisaram 126,2 mil benefícios de segurados que recebiam o auxílio-doença e há mais de dois anos não passavam por avaliação médica.

3 Com a elevação dos preços, o superávit da balança comercial tem saldo acumulado no ano, até abril, de US$ 21 bilhões e, em 12 meses, de US$ 56 bilhões, o maior valor na série histórica do saldo comercial. Entre os meses de abril de 2016 e 2017, as exportações cresceram 15% e as importações 2%, e  comparando  os quadrimestres (2016/17), a variação foi de 22% nas vendas e de 9,5% nas compras.

PRÉVIA A inflação pelo IGP-M tem novo recuo na segunda prévia de maio, uma variação de -0,89%. No mês anterior, para o mesmo período de coleta, a variação foi de -0,99%. O segundo decêndio do IGP-M compreende o intervalo entre os dias 21 do mês anterior e 10 do mês de referência. O índice referente a Matérias-Primas Brutas variou -4,81%. 

LABORATÓRIO
Cresce a procura por análises de solo e planta no Laboratório da Emparn, que também analisa,  água, bactérias, plantas e calcário. Nos quatro primeiros meses de 2017, foram 341 análises de água; 730 de solo; 135 de planta; 118 bacteriológicas e seis de calcário.

EMPREENDER Natal terá a segunda edição do Sebrae Startup Day, amanhã (20). O objetivo é mobilizar pessoas que desejam trocar experiências e apresentar ideias de negócios inovadoras e criativas. A programação traz grandes nomes do empreendedorismo digital do país.

GASTRONOMIA Começou ontem a 12ª edição do Festival Brasil Sabor em Natal, promovido pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel e segue até o dia 11 de junho. No Rio Grande do Norte, participam  17 restaurantes com diversos tipos de pratos. O tema para esta edição é “Original do Brasil”.

LANÇAMENTO
O Pittsburg lança o sanduíche Pitts Cordeiro Premium na 12ª edição do Brasil Sabor, que vai até 11 de junho, em todo o Brasil e destaca os sabores de região. O novo sabor que a franquia está lançando é totalmente artesanal e inspirado em iguarias potiguares como a carne de cordeiro e o queijo de coalho.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários