PIB cada vez menor

Publicação: 2018-05-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

A economia brasileira encolheu em março e fecha o primeiro trimestre em contração, aponta a prévia do Banco Central (-0,13%). É a primeira variação trimestral negativa desde o fim de 2016, segundo o IBC-Br. O ritmo fraco e a piora externa estão contribuindo para a desaceleração em 2018. Tem mais componentes negativos pela frente, a eleição por exemplo. O governo já admite rever a projeção de crescimento do PIB. Já no estudo da Serasa Experian, a atividade econômica avança 0,1% em março, com a expansão acumulada no primeiro  trimestre somando apenas 0,3%.  

Crédito
A Boa Vista SCPC registra uma recuperação de crédito, em 5,1% em abril. Já no acumulado em 12 meses o indicador tem queda de 1,6%. Em termos regionais, na comparação acumulada em 12 meses, observou-se alta na região Sul (4,6%). Em sentido oposto, o Nordeste foi o destaque negativo (-7,7%). O movimento negativo em 12 meses vem das dificuldades enfrentadas pelos consumidores, com a lenta retomada da atividade e mercado de trabalho.

Juros
O “bom comportamento” da inflação fez o Banco Central reduzir a taxa básica de juros (Selic), ao longo de dois anos. Caiu para 6,50% e foi mantida ontem na reunião do Copom. Na próxima reunião em junho, provavelmente, não haverá redução dos juros. Enquanto isso, bancos e financeiras continuam com os  juros abusivos. 

Aumento
A inflação pelo IGP-10 tem alta  de 1,11% em maio. A taxa foi puxada pelos preços no atacado, cujo índice que mede esse segmento subiu de 0,70% em abril para 1,55% em maio, com repercussão no preço ao consumidor. Tem que segurar o “bicho” pra não escapar desse limite.

Palestra
Os empresários recebem hoje o presidenciável Jair Bolsonaro. Ele estará em Natal, na Casa da Indústria, às 20h, para falar sobre os seus planos e projetos.

Desafios da tecnologia
A Fiesp identifica através de pesquisa os desafios da Indústria 4.0 no Brasil. Somente 41% das indústrias utilizam o lean manufacturing, ou sistema de produção enxuta. E 32% dos entrevistados não tinham ouvido falar em quarta revolução industrial, Indústria 4.0 ou Manufatura Avançada, nomes diferentes para a mesma mudança na forma de produzir. Assim, a penetração de conhecimento sobre Industria 4.0 mostrou-se um ponto importante. Um total de 227 empresas participaram da pesquisa, sendo 55% pequenas, 30% médias e 15% grandes.

Futuro
Para 154 empresas (68%), que já ouviram falar em Industria 4.0, os principais resultados da pesquisa foram: 90% concordam que a Indústria 4.0 "aumentará a produtividade" e que "é uma oportunidade ao invés de um risco"; 67% esperam sentir um impacto mediano com a implementação da Indústria 4.0; 30% estão "muito otimistas" quanto à implementação da Indústria 4.0 na própria empresa, apenas 17% estão "muito otimistas".

A Serra Norte Granitos recebeu do Idema a licença de Instalação e Operação para a  extração mineral de rocha ornamental (xistos/granitos) para revestimento na construção civil, no Sítio Malhada da Areia, Zona Rural, Equador/RN. Mais uma empresa na exploração mineral no RN. Já a Rochedo Mármore e Granitos tem licença para a pesquisa mineral para rochas ornamentais, na Fazenda Serra dos Angicos, em Currais Novos e na Fazenda Tuiuiú, em Santana do Seridó.

O Centro do Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE) realiza hoje, 17, a segunda edição do Ciclo de Debates do Conselho Técnico Científico. O tema desta edição será “Logística e Infraestrutura Portuária no Rio Grande do Norte” será debatido em várias palestras das 19 às 21 horas,na UFRN, Escola de Ciência e Tecnologia. A entrada é gratuita e as  inscrições estão abertas no site do CERNE.

Nas exportações do agronegócio brasileiro que somaram 96 bilhões de dólares em 2017, o crescimento foi de 13% em relação a 2016. Sem a exportação do agro a balança comercial seria deficitária em 15 bilhões de dólares. De 1997 a 2017, em 20 anos, o Brasil exportou 1,23 trilhões de dólares, e o agronegócio foi o setor que mais contribuiu para a balança comercial. O setor responde atualmente – dados de abril de 2018 – por 44,8% das exportações totais do Brasil.

Pequenos
O crédito para Microempreendedor Individual aumenta e inadimplência cai, de acordo com dados do Banco Central em parceria com o Sebrae. O valor concedido aos MEI cresceu desde o início de 2017, passando de R$ 1,5 bilhão para R$ 1,7 bi ao longo de 2017 - uma alta de 5,4% em relação ao trimestre anterior. A pesquisa aponta ainda que a inadimplência alcança o menor nível da série, chegando a 12,6% no final de 2017. 

Gerência
Um curso de formação de gerentes de loja acontece pela primeira vez no RN. Ontem foi em Natal e hoje será em Mossoró, para os supermercadistas filiados à Associação dos Supermercados do RN (Assurn). A capacitação é pela empresa KM Partners Educação Corporativa, especializada em formação de profissionais de varejo. As 100 vagas estão esgotadas.

Estágio 1
A TecBan, empresa especializada na gestão de redes de autoatendimento bancário, abre inscrições em vagas de estágio para estudantes de nível superior de diversas áreas, com graduação à partir de julho de 2020. Os interessados devem estar cursando Administração de Empresas, Ciências Contábeis, Economia, Engenharia de Produção ou  Mecânica ou cursos da área de TI. Inscrições até amanhã, 18, pelo site www.vagas.com.br/tecban.

Estágio 2
O Ministério Público federal no RN tem inscrição aberta para a seleção de estágio em Direito, gratuitas e pela internet até amanhã. O estágio é para alunos de Direito e destinado a preencher cadastro de reserva para varias procuradorias no RN. O interessado deve preencher o formulário no site e confirmar a inscrição via e-mail.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários