PIB pode ser maior

Publicação: 2018-10-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

O Brasil pode crescer até 3% em 2019 se o novo governo fizer o ajuste fiscal, observa a Confederação Nacional da Indústria (CNI). A indústria reduz as previsões para o desempenho da economia e da indústria em 2018. Mas destaca que o país pode sair da crise se promover as reformas necessárias para controlar as despesas e a expansão da dívida pública. O ajuste das contas públicas é o principal desafio do novo governo. “É inexorável um ajuste que reponha a trajetória das contas públicas na linha da responsabilidade fiscal”, diz o Informe Conjuntural do terceiro trimestre, divulgado ontem, pela CNI. O estudo destaca o desequilíbrio das contas públicas. Neste ano, a CNI estima que a dívida pública subirá ainda mais e alcançará 77,1% do PIB. 

Conjuntura
“Em 2018, completaremos o quinto ano seguido de déficits primários expressivos, o que levou ao aumento de 25 pontos percentuais na relação da dívida pública/PIB. Esse quadro precisa ser revertido”, adverte o estudo. O Informe Conjuntural lembra que as incertezas em relação ao resultado das eleições e ao programa econômico do novo governo reduziram ainda mais o fraco ritmo de crescimento.

Devedores
O Brasil encerra setembro com 62,4 milhões de negativados (+39%), estimam a CNDL/SPC Brasil. As dívidas bancárias crescem 8,5%, enquanto os atrasos no crediário caem -6,1%. A inadimplência entre idosos avança 10,0%. O volume de consumidores com contas em atraso segue elevado, refletindo o quadro de dificuldades das famílias. É muita gente “pendurada” no fiado.

Idade 
O aumento mais acentuado da inadimplência acontece entre a população mais velha. Na comparação entre setembro de 2018 e setembro do ano passado, houve um crescimento de 10,0% na quantidade de devedores  entre 65 e 84 anos. Em número absoluto, estima-se um total de 5,4 milhões de consumidores com o CPF restrito nessa faixa etária.

Safra
A Conab prevê uma safra de soja 2018/19 do Brasil entre 117,04 milhões e 119,42 milhões de toneladas e vê queda na exportação de soja do Brasil na nova safra e recorde para o milho diante da sustentação dos preços.

Exposição agropecuária
A Festa do Boi 2018 começa hoje e vai até sábado, dia 20, no parque de exposições de Parnamirim, com mais de cinco mil animais, 330 mil pessoas e um movimento financeiro acima dos R$ 50 milhões. Está fechada a grade de leilões, torneio leiteiro e julgamentos, com os mais importantes animais das raças zebuína, européia, equina, caprina e ovina. A expectativa é de uma grande feira agropecuária.

Leilões
Na Festa do Boi 2018, os leilões vão movimentar uma grande parte dos recursos dos Banco do Brasil, Banco do Nordeste e a AGN. Entre R$ 4,5  a R$ 5 milhões. Serão  seis leilões nas noites de sábado, 13 (Nuleite); domingo, 14 (Leilão Emparn e Convidados); terça-feira, 16, Cavalos Quarto de Milha; quarta-feira, 17, Leilão Nelore Montana Potiguar; quinta-feira, 18, (Leilão Sindi Estrelas); e a sexta-feira, 19 (Leilão Pérolas do Nordeste) e Grande Leilão Boer e Convidados de Ovinos, no Espaço da Ancoc. 

Indicador
O Índice da Abramat (indústria de material de construção) confirma a manutenção do crescimento do setor em setembro e mantém o fôlego, com 2018 se aproximando de balanço positivo. Como destaque da pesquisa, comparado a setembro/2017, o nono mês desse ano apontou crescimento de 2,7% no faturamento deflacionado. A comparação com agosto desse mesmo ano registra alta de 1,5%.

Pão (I)
Com várias palestra o Sistema Pan/RN comemora o Dia Mundial do Pão (16/10), em Natal. A data será lembrada com uma programação voltada para profissionais da panificação e para a população no domingo (14), quando as instituições do Sistema Pan/RN (AIPAN e Sindipan), em parceria com o Sesi e outrosd patrocinadores, oferecem  aos presentes no Parque das Dunas uma manhã de atividades.

Pão (II)
O Dia Mundial do Pão, lembra que entre tantas variedades de pães industrializados, uma pesquisa realizada pela Kantar aponta a Grande São Paulo como maior região consumidora do país.  No Brasil, as versões industrializadas têm conquistado mercado por sua praticidade  e tempo maior de vida útil e já estão presentes em 78% dos lares.

Movimento
O feriado de 12 de outubro será um dos mais movimentados do ano. Segundo estudo do Ministério do Turismo, cerca de 3,24 milhões de viagens domésticas devem circular R$ 6,7 bilhões extra, na economia nacional neste feriadão. Que pode ser esticado com  o Dia do Professor na segunda-feira (15).



continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários