Piccolo serve o gelato no palito

Publicação: 2018-09-21 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O leve e saboroso sorvete italiano posto num palito e embalado para consumo: foi assim que o tradicional gelato virou picolé, há dois anos, através da Piccolo, uma pequena empresa natalense que vem conquistando um mercado crescente graças a uma ótima ideia. Todas as qualidades naturais do gelato foram conservadas, para alegria de quem aprecia as degustações geladas.

Gelatos tem sabores clássicos e de frutas brasileiras
Gelatos tem sabores clássicos e de frutas brasileiras

A Piccolo não tem loja. Apenas produz e distribui para lugares com os quais faz parceria, dispondo um freezer com seus picolés para o local. Hoje em dia já pode ser encontrado em restaurantes, hotéis, conveniências, farmácias, lojas de doces e balas, shoppings.

O negócio já extrapolou Natal: do sertão ao litoral, passando entre Mossoró e o Seridó. E além: no Ceará, já tem em Canoa Quebrada, Fortim e Jaguaribe. Mais recentemente, chegou a João Pessoa, capital da Paraíba.

Picolés da marca Piccolo são comercializados em várias lojas e empórios de Natal e outras cidades
Picolés da marca Piccolo são comercializados em várias lojas e empórios de Natal e outras cidades

E o que esse picolé tem? Todas as qualidades de um bom gelato, cortesia da chef Gabriela Melo, que comando o negócio ao lado do pai, Pedro Melo. Ela sempre foi fã dos gelatos. Mesmo formada em gastronomia, foi a São Paulo fazer cursos para se especializar na guloseima gelada. Mas em vez de abrir (mais) uma gelateria, decidiu dar um novo formato a ela. E deu certo.

Gabriela, auxiliada por uma pequena equipe, põe a mão diariamente na massa gelada para produzir suas iguarias. O processo é todo artesanal, como manda o figurino. O gelato tem base de leite, creme e açúcar, tendo menos gordura que os sorvetes tradicionais. Para os sabores de fruta, não se usam polpas congeladas, mas a própria fruta. Outra vantagem do gelato, o menor uso de ar em sua produção, é potencializa na versão picolé. “Ele não leva ar, por isso o sabor fica ainda mais concentrado e gostoso”, ressalta a chef.

Sabores
A empresa trabalha com três linhas de picolés: a “Clássicos” é voltada para as frutas mais conhecidas, como abacate, acerola, maracujá, limão, uva, e cajá. A “Brasileiríssimos” tem um toque de regionalismo, com coco, rapadura com coco, tapioca, açaí, e amendoim crocante (sim, uma versão dos amendoins caramelizados tão comuns nas ruas). E por fim, a “Italianos”, com chocolate diet, mousse de morango, chocolate belga, stracciatella, castanha de caju, torta de limão, chocroock, morango extra, e cheesecake. Ao todo são 20 sabores.

Gabriela Melo se especializou no gelato italiano
Gabriela Melo se especializou no gelato italiano

Gabriela Melo afirma que não foi complicado adaptar o gelato para o picolé. “Só o que muda é o maquinário da produção. A receita é a mesma. O processo continua artesanal e trabalhoso do mesmo jeito”, ressalta. Pedro Melo afirma que não há intenção de abrir uma loja exclusiva para o produto. Ele considera que o formato atual ainda é o melhor, por ser algo de venda casual.

Serviço:
Piccolo. Rua Olinto Meira, 1073, Barro Vermelho. Telefone para parcerias: 3222-2065.














continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários