Pioneirismo

Publicação: 2020-05-07 00:00:00
A+ A-
Itamar Ciríaco 

O América assumiu, inclusive em termos nacionais, o pioneirismo em relação às providências tomadas por um clube para evitar a contaminação de seus atletas, comissão técnica e funcionários, além de criar as condições necessárias para uma volta segura ao trabalho. Além do investimento de cerca de R$ 20 mil na compra de testes de Covid-19 para todos, o Alvirrubro foi um dos primeiros clubes do País a concluir e divulgar seu protocolo médico para os treinamentos. A equipe composta pelos médicos Márcio Rego, Maeterlink Rego e Marcelo Rego realizou um trabalho de muita qualidade em um documento que será seguido por todos no clube potiguar e que pode servir como modelo para aplicação em outras agremiações.

Pioneirismo 1
Claro que a situação econômica e administrativa em outras instituições é diferente. No entanto, muito do que observa-se atualmente no América, em relação à questão da parada devido à pandemia, se deve a uma gestão equilibrada do presidente Leonardo Bezerra. Comentei isso com um amigo da imprensa e ele me disse que, apesar de tudo, o Alvirrubro corria o risco de não subir para a Série C, de não ser campeão estadual e de não avançar na Copa do Brasil. Concordo com ele, afinal, isso é futebol, não é matemática. No entanto, o trabalho da gestão deve ser o de minimizar os riscos de derrota, inerentes ao esporte. Não dá para zerar o risco, mas o profissionalismo trabalha para chegar próximo disso. O resto é jogo.

Apolo 13
Ontem no programa Tribuna Esporte, na Jovem Pan News Natal – 93.5 FMF (11h às 12h – de segunda à sábado) comparei a situação do ABC àquela vivida pela tripulação da espaçonave Apolo 13, tão bem retratada no cinema com uma bela atuação do Tom Hanks. Explico. No filme, a nave que iria pousar na lua tem um problema. Sem conseguir a façanha, eles ainda precisam arranjar um jeito de voltar para a terra. Acontece que a energia do computador principal, que deve navegar o transporte não é suficiente. Na terra, a Nasa tenta arranjar uma solução para tirar energia de vários pontos do transporte para o computador cumprir sua função principal e todos voltarem. No ABC é isso que a equipe do presidente Bira Marques tem feito. Estão tentando recursos em várias áreas para destinar ao futebol e fazer com que haja um time capaz de disputar o resto da temporada. 

Apollo 13 – 1
Uma dessas equipes tenta salvar não apenas a temporada toda, mas o clube em si. Com uma dívida acumulada superior a R$ 30 milhões, o Alvinegro precisará negociar parte de seu terreno em Ponta Negra. O desafio dessa comissão é obter o maior ganho possível num negócio de milhões de reais em meio a uma pandemia com crise financeira. Se não bastasse isso, o ABC esperava por uma mudança no Plano Diretor, que permitiria maiores construções no local (aumento do adensamento). Acontece que, com o coronavírus na área, a maioria das coisas passou a funcionar em ritmo lento, o que pode fazer com que a alteração na Lei, que precisa de aprovação na Câmara Municipal e sanção do executivo, demore muito. No momento, o que o Alvinegro menos tem, além de dinheiro, é tempo.

Fake
E a Fake News não atinge só o mundo da política. Ela também corre à solta pelo futebol. O técnico do Flamengo teve que usar sua assessoria para alertar que não isa conta no Twitter. “Jorge Jesus, técnico do Flamengo, não tem conta no Twitter. Qualquer postagem ou declaração atribuída a ele é mentirosa, não merece crédito e, inclusive, é passível de denúncia. Seu único canal oficial nas redes sociais é o Instagram (@jorgejesus)”, escreveu.

Redes
Por falar em redes sociais, a última atualização da pesquisa do Ibope/Repucom, coloca o ABC e o América omo 31º e 32º, respectivamente entre os clubes com mais seguidores somando todas as redes das agremiações. O Alvinegro tem 468.019 seguidores e o Alvirrubro vem logo atrás com 460.294. O estudo aponta que, apesar da parada no futebol, a movimentação continua acontecendo nessa área, ainda que com uma velocidade reduzida em relação a estudos anteriores.

Redes 1 
Em nível nacional, o levantamento deste mês destaca o crescimento das bases digitais de Flamengo, Santos, Ceará, São Paulo e Internacional. O resultado dos cinco clubes que mais cresceram no período corresponde a 70% do total de novas inscrições nas contas oficiais dos 50 maiores clubes durante o mês de abril de 2020. O Flamengo manteve o crescimento em abril e segue liderando o ganho de novos inscritos. O rubro-negro somou 180 mil inscrições na somatória de suas redes sociais, com grande participação de sua conta oficial no Instagram, onde liderou o crescimento e foi responsável por 82% de seu desempenho mensal. O clube também divide a liderança de inscritos no YouTube com o Corinthians, ao somar 10 mil novos inscritos no mês passado em seu canal oficial.

Redes 2 
Em nível de Nordeste, o Ceará alcançou o terceiro maior crescimento geral entre todos os 50 clubes monitorados no último mês. Além de liderar entre os clubes da região, ainda ultrapassou o rival Fortaleza e retomou a 18ª posição, em posse do rival desde novembro de 2019.  O Instagram segue como a ferramenta com a maior concentração de novos inscritos dos clubes de futebol no País. E, neste momento em especial, 85% dos clubes registraram avanços em seu volume de seguidores na plataforma no último mês.