Alex Medeiros
Poesia e música
Publicado: 00:00:00 - 25/09/2021 Atualizado: 22:56:34 - 24/09/2021
Alex Medeiros 
alexmedeiros1959@gmail.com

Cento e setenta anos antes dos Beatles explodirem na Inglaterra com os lançamentos dos discos “Please Please Me” (março de 1963) e “With the Beatles” (novembro do mesmo ano), nascia em Liverpool a poetiza Felícia Hemans, um ícone da cidade que estreou na literatura com o primeiro livro escrito aos 14 anos. Lendo seus poemas no início da semana, escrevi “Paixão Art Pop” que já ganhou uma belíssima melodia do meu velho parceiro Babal. Abaixo, uma poesia de Felícia e os meus versos para ilustrar o sábado.

Endereço para Música
Felícia Hemans

OH tu! cuja lira suave e encantadora,
pode acalmar a dor aguda para descansar;
oh tu! cujas notas de gorjeio inspiram,
a musa pensativa com visões abençoadas;
música doce! deixe seus ares derretidos
aumente minhas alegrias 
e acalme minhas preocupações!

Existe encantamento em tua voz,
tua harpa doce, tua medida móvel;
para alegrar a mente triste,
para elevar a forma de prazer das fadas?
sim, empregada celestial! um encanto é teu,
uma arte mágica, um feitiço divino!

Música doce! quando as tuas notas ouvimos,
algumas lembranças queridas, muitas vezes eles trazem,
de amigos amados, não mais próximos,
e dias que voaram nas asas do êxtase;
horas de prazer que há muito se passaram,
e sonhos de alegria, brilhantes demais para durar!

Paixão Art Pop
Alex Medeiros

Na noite desperto
e espero a manhã
acordo o universo
invoco um xamã
eu canto um concerto
ela ouve Djavan
poema concreto
texto de Lacan
canção de Roberto
ponto de Iansã
um craque ambidestro
com a bola romã
meu livro aberto
em papel de maçã
tão longe tão perto
o ontem o amanhã
meu amor incerto
a saudade teçã 
um dia eu acerto
e grito Shazam.

Divulgação


Woodstock negro
O termo acima voltou a ser destaque na mídia depois que o filme “Summer of Soul” passou a ser exibido em alguns cinemas do mundo e a ganhar prêmios em festivais, desde que foi lançado no Festival Sundance em janeiro passado.

Black music
O filme é sobre o Harlem Cultura Festival, ocorrido em 1969 em Nova York com show de ícones como Stevie Wonder, Nina Simone, BB King e inúmeros artistas negros, atraindo mais de 50 mil pessoas, mas ignorado pela imprensa. 

Buscas Google
Eu escrevi sobre o festival em 7 de fevereiro, e agora o link da coluna está entre os 5 primeiros oferecidos pelo Google para quem busca “woodstock negro”. Na quarta-feira, era a quarta opção e ontem subiu para a terceira.

Referências
Quando o internauta faz a busca, o Google elenca pela ordem o portal Hypness, depois o site Euronews, seguido pela Tribuna On Line e pelo site do jornal O Globo. O único que publicou antes de mim foi o Hypeness, em 04/02.

Inversão
Do jornalista J. R. Guzzo, na mosca: “Quem luta pela liberdade de expressão, aqui, é o governo, e não a mídia e seus arredores. O governo manda para o Congresso projeto limitando a censura nas redes. Os jornalistas são contra”.

Pós-vacina
Quase vinte mil brasileiros mortos por consequências da Covid mesmo após tomarem duas doses das vacinas. E para ilustrar melhor esse quadro, o país tem hoje dois ministros de Estado infectados depois de terem se imunizado.

Belchior
A cantora Daíra, filha do saudoso compositor Belchior, fará show no Teatro José de Alencar, em Fortaleza, no dia 1 de outubro. No mesmo outubro, sua irmã caçula Vannick Belchior vai se apresentar no Belch Bar, em Candelária.

Pinturas
O artista plástico Wilton Bezerra, do Me Leve Bar, fará exposição de telas com ícones da cultura pop no dia 11 de novembro. E também um leilão de um quadro retratando Fagner com a renda para a Fundação Raimundo Fagner.

Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte