Poesia, música e cordel são destaques do 14 de março

Publicação: 2013-03-08 00:00:00
A+ A-
A programação do Dia Nacional da Poesia em Natal, próximo 14 de março, já foram anunciadas pelas principais instituições culturais da capital. Funcarte anunciou a vinda do músico e poeta pernambucano Lirinha, que fará o lançamento do seu livro “Mercadorias e Futuro”.  O encontro com o ex-líder da banda Cordel do Fogo Encantado está marcado para 9h, no salão onde funciona a galeria da Capitania das Artes. Haverá um bate-papo  seguido do tradicional café da manhã, marcado para 10h15. O evento é aberto ao público.
O músico e poeta Lirinha é uma das atrações da Funcarte
Com atividades no Centro Histórico, o 14 de março da Pinacoteca do Palácio da Cultura também dá o pontapé às 9h com exposição de matrizes de xilogravura e folhetos antigos da coleção Casa do Cordel.  Na ocasião serão lançados os livros “Natal Poemas e Canções”, de autoria do poeta Diógenes da Cunha Lima,  presidente da Academia Norte-Riograndense  de Letras; “Um Canto Conforme a Noite”, de Yuri Hícaro, e os volumes 34 e 35 da Coleção Cultura Potiguar. A Secretaria Cultura lançará na ocasião o Prêmio Luiz Carlos Guimarães de Poesia 2013. Haverá apresentação da Orquestra de Violinos Acordes e Melodias e do Corangelis de Goianinha. A partir das 10h, o poeta e acadêmico Paulo de Tarso Correia de Melo saúda o poeta Thiago de Mello, que vai declamar Os Estatutos do Homem e fala sobre A Poesia como maldição.

A partir das 14h30, a programação recomeça com simpósios  “A Arte Literária como Contraponto à Realidade”, com participação de Laurence Bittencourt Leite e Conceição Flores, tendo a moderação do jornalista Franklin Jorge. Às 15h30 o debate será em torno da “Crítica como Aliada à Poesia”, com falas de Edrisi Fernandes e Jarbas Martins, moderado por Márcio de Lima Dantas.

Na Praça  7 de Setembro, em frente ao palácio, haverá lançamento de cordéis selecionados no Edital Chico Traíra e divulgação de poemas alusivos às árvores.

Nova pausa e a programação retorna às 18h com o lançamento do documentário Cordelíricas Nordestinas, produzido pelo Coletivo Caminhos Comunicação e Cultura. O documentário, contemplado com o Prêmio Patativa do Assaré da Fundação Biblioteca Nacional, retrata a poesia popular, reunindo depoimentos de poetas e pesquisadores sobre os aspectos e a história do Cordel.  Ainda no pátio da Pinacoteca rolam as rodas de poesia e performances.

O curso de Letras da Universidade Potiguar, através do Programa de Educação Tutorial - PET Letras e Clube de Letras e Artes , realizará atividades a partir do dia 11. No Auditório II, às 19h, as poetisas norte-rio-grandenses Diva Cunha e Rizolete Fernandes dividirão uma mesa-redonda com o tema “Por paixão sou capaz de inverter as palavras”. Na ocasião, haverá o relançamento do livro Cotidianas, da autora Rizolete Fernandes. No dia  12 ocorrerão saraus poéticos; no dia 13, no Auditório I, acontecerá  a exibição do filme As horas e, no dia 14, Dia da Poesia, será realizado um sarau poético no espaço de convivência da Universidade. Para participar, os interessados devem se inscrever através do blog: literaturanorteriograndense.blogspot.com.

Poesia feminina

A União Brasileira dos Escritores resolveu antecipar seus festejos em parceria com a Academia Norte-Riograndense de Letras. A programação será nesta sexta-feira, 8 de março, Dia Internacional da Mulher. A partir das 18h , na sede da ANRL, haverá palestra “Por que sou poeta?”, tendo a participação de Alexandre Abrantes, Diógenes da Cunha Lima e Lisbeth Lima. A moderação será do presidente da UBE-RN, Eduardo Gosson. Às 19h30 serão homenageadas personalidades femininas das letras potiguares. Às 20h é a vez do  Sarau Elas por Eles: 11 poetas declamam dois poemas sobre mulheres.