Poesia nas esquinas da cidade

Publicação: 2018-03-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Ramon Ribeiro
Repórter

O ano era 1978. Um longo muro na rua Jundiaí cercava as obras da Catedral Nova. Aquele paredão chama a atenção do artista Eduardo Alexandre Garcia, o Dunga. Criador um ano antes da Galeria do Povo, na Praia dos Artistas, Dunga leva sua Galeria para o muro da Jundiaí. No entanto, em vez de obras de arte, ele ocupa o espaço com poemas de poetas locais, afinal era 14 de março, Dia da Poesia. A iniciativa repercute bem e em 1979 acontece nova ocupação do lugar, mas com uma novidade: uma caminhada de poetas partindo da Galeria até a Praia dos Artistas, num grande happening que ficou conhecido como Passeio Poético.

Eduardo Alexandre sobe a ladeira do Sol e remonta a galeria do Povo em homenagem aos 40 anos da primeira celebração do 14 de Março
Eduardo Alexandre sobe a ladeira do Sol e remonta a galeria do Povo em homenagem aos 40 anos da primeira celebração do 14 de Março

Desde essa época, o Dia da Poesia nunca mais deixou de ser celebrado na capital potiguar. E neste 14 de março de 2018, em alusão aos 40 anos de comemoração da data festiva na cidade, uma longa e diversificada programação tomará as ruas de Natal, com participação de nomes locais e regionais. Estão previstos lançamentos de livros, bate papos, saraus, shows musicais e, claro, montagem da Galeria do Povo e realização do Passeio Poético, que depois de mais de 10 anos parado, volta a ativa. Praticamente toda a programação é gratuita.

Plínio reedita passeio com poesia e irreverência no Centro
Plínio reedita passeio com poesia e irreverência no Centro

Para o poeta e professor Plínio Sanderson, a expectativa é de um grande Dia da Poesia, tanto que no sábado passado ele esteve junto a outros artistas confeccionando cartazes para a caminhada que acontece hoje, na Cidade Alta, a partir das 16h, saindo da Praça João Maria (antiga Praça da Alegria). “São vários anos sem realizar o Passeio Poético. Muita coisa aconteceu durante esse tempo. O movimento da poesia na cidade cresceu bastante. Boto fé que será um retorno muito bonito”, diz Sanderson.

Para o poeta, a caminhada é uma ação aglutinadora, divertida e anárquica. “Na história do Passeio, já fizemos ações poéticas que marcaram bastante, como quando pintamos as Pedras da Ponta do Morcego. Também já jogamos garrafas com poemas ao mar”, lembra Sanderson. Ele também recorda de performances críticas, como o dia em que levaram para o Passeio Poético um bode apelidado de Boden (em alusão ao jornalista Woden Madruga – diretor da Fundação José Augusto na época) e a vez que promoveram o falso lançamento da antologia 94 Poetas de Emergência, em referência ao roubo dos 94 milhões de cruzeiros que seriam usados no combate a seca no Estado. “A gente via o que estava acontecendo na cidade e fazia a nossa crítica poética”.

Diva Cunha leva sua Dádiva para a Cooperativa
Diva Cunha leva sua Dádiva para a Cooperativa

Museu Café Filho
Pioneiro das comemorações do Dia da Poesia na cidade, Dunga vai montar a Galeria do Povo numa parede interna do Museu Café Filho, em parceria com a Fundação José Augusto. “A Galeria do Povo funciona de forma espontânea. Os poetas vão chegando no Museu e deixando seus poemas na parede até ocuparmos todo o espaço”, diz. Ele avisa que o Museu estará de portas abertas desde às 9h e durante todo o dia uma série de atividades movimentarão o local.

Para Dunga, um dos grandes momentos do dia será a Sacada do Poeta, às 18h, quando Mirabô Dantas, Pedro Mendes, Diana Rafaelly, Laryssa Costa e Yrahn Barreto se apresentam nas janelas do Museu. Antes, por volta das 17h30, o Passeio Poético passará pela Rua da Conceição e, em frente o Museu, será recepcionado pelo grupo folclórico Chegança de Barra de Cunhaú. “Será um momento lindo. A ideia é que o grupo acompanhe em cortejo os poetas até a Praça André de Albuquerque”, comenta.

Regina Azevedo reforça time de poetas no sarau do Bazar
Regina Azevedo reforça time de poetas no sarau do Bazar

Espaço aberto na Funcarte
No Dia da Poesia, a Fundação Capitania das Artes (Funcarte) estará com as paredes da Galeria Newton Navarro disponíveis para intervenções poéticas desde às 9h. Haverá um mediador no local fornecendo pincel, tinta e lápis de cor. Os trabalhos poético-visuais ficarão expostos até o Dia do Artista Plástico, comemorado em 8 de maio.

A programação da Funcarte em alusão ao Dia da Poesia também acontece na sexta-feira, com feira das editoras em parceria com o Jovens Escribas. E sábado (17), com atividades no espaço Cultural Jesiel Figueiredo, na Zona Norte, às 18h, com cantoria das renomadas violeiras Mocinha de Passira e Minervina Ferreira, ao lado do violeiro Amâncio Sobrinho.

Lau Siqueira é convidado no sarau dos Escribas
Lau Siqueira é convidado no sarau dos Escribas

Literatura de Cordel
Redutos da cultura popular na Cidade Alta, a Casa do Cordel e a Estação Cordel também vão promover ações durante o Dia da Poesia. Os dois espaços terão programação a partir das 9h, com presença de diversos artistas da poesia, música e xilogravura.

Encontro de gerações
Na Cooperativa Cultural, no Centro de Convivência da UFRN, um encontro de gerações marcará o Dia da Poesia. A poeta e professora Diva Cunha participará de uma roda de poesia com os jovens Ayrton Alves, Laura de Freitas, Mattäus Calaça. A mediação será do professor Carlos Braga. O evento começa às 10h, com entrada gratuita.

Mocinha de Passira leva viola e versos para o Jesiel
Mocinha de Passira leva viola e versos para o Jesiel

‘Poetiguares’
No Bardallos Comida e Arte, na Cidade Alta, a partir das 18h, a poeta e performer Civone Medeiros promove o Sarau Poetiguares, quem chega a sua 14ª edição. Estão previstos relançamento de livros, ações poéticas com Civone, Ana Mendes, Plínio Sanderson, Igor Barboá, além do convidado especial, o pernambucano Miró da Muribeca, conhecido das ruas de Recife.

Insurgências faz 2 anos
O sarau mais instigado de Natal completa dois anos em março e para comemorar foi preparada uma programação caprichada. No dia 14, o grupo estará envolvido com as ações poéticas que acontecem ao longo do dia na Cidade Alta. Já na quinta-feira (15), o sarau será realizado no bar Acabou Chorare (Capim Macio), a partir das 20h, trazendo como convidado especial o poeta Miró da Muribeca (PB). A entrada é por meio de contribuição voluntária.

Leitura da poesia de Augusto dos Anjos no Sebo Vermelho
Leitura da poesia de Augusto dos Anjos no Sebo Vermelho

Sarau dos Jovens Escribas
Na sexta-feira (16), a editora Jovens Escribas se une a Funcarte/Secult para realizar um bate papo e feira de livros com editoras locais na sede da Fundação. Participam da conversa literária a as autoras Drika Duarte (RN) e Luna Vitrolira (PE), que na ocasião lançaram livros, e o autor Lau Siqueira (PB).

No sábado (17), a Jovens Escritas retoma o projeto Bazar Independente, no Espaço Cultural Duas (Capim Macio). Além de Drika Duarte, Luna Vitrolira e Lau Siqueira (PB), o evento contará com a poeta Regina Azevedo completando o quarteto do Sarau. Também participam Alice Carvalho e Aureliano Medeiros lançando livro. A noite, a cantora Khrystal faz show especial. A programação começa às 17h, com entrada gratuita.

Vinil e Augusto dos Anjos no Sebo Vermelho
Sarau, cantoria e uma seleção caprichada de música e poesia fazem parte das comemorações do 14 de março no Sebo Vermelho. A programação começa às 14h  no tradicional espaço do sebo/editora na av. Rio Branco, onde será realizado um sarau em homenagem ao poeta Augusto dos Anjos, com leitura e sorteio de livros do escritor paraibano Irandhir Medeiros, autor do perfil biográfico sobre o poeta das angústias. Para Abimael Silva, a escolha do pré-modernista se dá pelo alcance de seus versos. Até hoje sua obra é admirada tanto por leigos como por estudiosos de literatura. “Você encontra Augusto dos Anjos em uma parede de um boteco, em lugares simples”, comentou.

O poeta Volonté vai interpretar clássicos da MPB ao violão. E tem ainda sessão de vinil com o DJ Fernandinho Wanderley, o Implacável do Vinil, numa seleção que privilegia poetas/letristas. Quem quiser pode levar um vinil.

Colaborou: Cinthia Lopes


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários