Polícia apreende lancha em nome de laranja

Publicação: 2019-03-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Polícia Civil apreendeu uma lancha de luxo, que seria do ex-sargento Ronnie Lessa, acusado de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes. A embarcação, uma Real 330, estava no Condomínio Porto Galo, em Angra dos Reis, reduto de pessoas com alto poder aquisitivo. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 13, pela assessoria da Polícia Civil.

A lancha, avaliada em R$ 600 mil, apreendida na terça-feira, 12, estaria em nome de Alexandre Motta, que também foi preso, por ter em sua residência 117 fuzis desmontados. De acordo com a Polícia Civil, as investigações apontaram que Alexandre é laranja de Ronnie, tendo inclusive feito movimentações financeiras em seu próprio nome. Além da lancha, Lessa também é proprietário de um terreno no mesmo condomínio em Angra. Nesta quarta-feira também foram cumpridos outros 16 mandados de busca e apreensão.

Atos
Uma série de atos em homenagem à  Marielle Franco e ao motorista Anderson Pedro Gomes são organizados para esta quinta-feira, 14, no Rio de Janeiro e várias cidades do país e também no exterior. Nesta quinta-feira, o assassinato completa um ano e as manifestações querem cobrar por justiça. O conjunto de protestos denominado “Amanhecer por Marielle e Anderson” ocorrerá em mais de 20 pontos do Rio e deve contar com atos em outros Estados, incluindo o RN, com palestra na UFRN. 









continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários