Políticos do RN se dizem indignados

Publicação: 2010-11-25 00:00:00 | Comentários: 6
A+ A-
A classe política do Rio Grande do Norte também se posicionou acerca da licitação deserta do estádio Arena das Dunas. O líder do PMDB na Câmara Federal, deputado Henrique Alves, classificou de “inaceitável” o fato de Natal correr o risco de perder o maior evento futebolístico  mundial face o ocorrido ontem. Ele disse que é urgente que se encontre uma solução e uma alternativa para a questão. “Quais são as causas, o por que de ter dado deserta a licitação, tudo isso são questionamentos que precisam ser respondidos e que necessitam de solução”, assinalou. Para o parlamentar do PMDB a permanência da capital potiguar entre as sedes da Copa dependerá, a partir de agora, da agilidade que será dada na resolução do problema.

A prefeita Micarla de Sousa afirma que Natal cumpriu com seu deverO coordenador da bancada federal, deputado Fábio Faria (PMN), emitiu nota  enfatizando estar “indignado”, enquanto cidadão, e “frustrado”, como parte da classe política do Rio Grande do Norte. “Após uma luta desigual, contra outras capitais, conseguimos fazer com que Natal fosse escolhida uma das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, atraindo investimentos vultosos para infra-estrutura urbana, mobilidade, equipamentos esportivos e toda a indústria do turismo da capital e interior”, enfatizou.

Ele ressaltou ainda que cabe exclusivamente ao poder executivo – prefeitura e governo estadual – entendimentos e ações efetivas para o cumprimento dos prazos e metas estabelecidos pela Fifa, que já foram prorrogados.  Ele disse entrou em contato por telefone com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, na tarde de ontem, e agendou uma reunião no Rio de Janeiro, para o próximo dia 7, com a presença da governadora eleita, senadora Rosalba Ciarlini, além de outros parlamentares. “Queremos saber se ainda há uma saída para que o Rio Grande do Norte não perca esta oportunidade única de desenvolvimento econômico”, concluiu.

O deputado estadual Fernando Mineiro (PT) postou em seu twitter que apresentará ainda hoje um requerimento na     Assembleia  Legislativa, com fim de convocar os representantes do governo e da Prefeitura de Natal para debater a Copa de 2014. “Eu disse há dias que não ficaria surpreso se Natal ficasse fora das cidades-sedes da Copa. E, infelizmente, caminha para isso”, assinalou o petista.

Prefeita agenda reunião conjunta

A prefeita do Natal, Micarla de Sousa (PV), enviou comunicado à imprensa afirmando que “quer conhecer os motivos do fracasso da licitação e debater, em conjunto com o governador Iberê Ferreira de Souza e a governadora eleita, Rosalba Ciarlini, quais medidas serão adotadas para assegurar a permanência de Natal como sede da Copa do Mundo de 2014”. Micarla de Sousa   solicitou uma reunião emergencial para amanhã, na sede da governadoria, às 10 horas.

Ao receber a informação da ausência de concorrentes na licitação pública em formato PPP (Parceria Público-Privada) para a escolha da empresa que irá construir o Arena das Dunas, Novo Machadão, a prefeita de Natal optou por marcar um encontro, que visa conhecer os reais motivos da ausência de empresas interessadas na concorrência e debater medidas a serem adotadas em conjunto. Micarla de Sousa disse ainda que pretende estender o debate com os representantes do Governo Federal, da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e da Federação Internacional de Futebol (Fifa). “Este é o momento em que todos devem se unir e disponibilizar esforços. O que coube até o momento à Prefeitura do Natal fazer em relação à Copa, foi cumprido na íntegra.”, destacou Micarla de Sousa.

Ela assinalou ainda que durante o processo de condução do projeto o executivo municipal cumpriu metas como o licenciamento da área para a demolição do Machadão e construção da Arena; executou e aprovou 11 projetos de mobilidade urbana junto ao Governo Federal (R$ 330 milhões em obras); executou e aprovou junto ao Governo Federal projeto para construção do túnel de drenagem do entorno da Arena das Dunas (R$ 180 milhões); quitou mais de R$ 1 milhão de dívidas trabalhistas da antiga Fenat; além de ter realizado a cessão do terreno da Arena das Dunas para o Governo do Estado para a realização do processo de concorrência da Arena das Dunas. Ela também destacou os investimentos assegurados para a mobilidade urbana; além de recursos garantidos através da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

A governadora eleita Rosalba Ciarlini não conversou com a imprensa mas afirmou, através da assessoria de imprensa, que as justificativas para o ocorrido devem partir do atual governador. Ela disse que Iberê Ferreira deve conhecer bem os motivos e que espera, “se existir”, uma solução seja encontrada.

MP vai aguardar o desenrolar do processo

Através da assessoria de imprensa, o Ministério Público Estadual afirmou ontem que vai aguardar o desenrolar do processo que culminou na licitação deserta da Arena das Dunas para se  pronunciar. No último dia 12, o governo do Estado acatou a recomendação de promotores estaduais e federais, que sugeriram a modificação do item 21 do edital da PPP do estádio. Também foi modificado o valor a ser pago a empresa  Stadia, que em vez de receber R$ 9 milhões – previstos no edital para o suporte básico – teve o ressarcimento reduzido para R$ 4,4 milhões. Esse dinheiro seria pago pela empresa vencedora. Mais uma dívida, portanto, do Estado.

O secretário Fernando Fernandes, disse na ocasião que houve um erro no texto do edital quando dizia que a empresa Stadia seria a responsável pelos projetos básicos e executivos (texto do item 21). Na verdade, assegurou o secretário, a empresa ganhadora é quem definirá com quem ficará o encargo de produzir os projetos executivos.

Clubes de Natal ficam preocupados

Representantes dos dois maiores clubes do futebol potiguar lamentam os problemas que o governo estadual está enfrentando para tocar o projeto de construção da Arena das Dunas. Rubens Guilherme, presidente do ABC, e Ricardo Bezerra, conselheiro do América, são unânimes em afirmar que se Natal perder a condição de sede do Mundial será um duro golpe no futebol potiguar.

Mesmo se mostrando otimista, Rubens Guilherme está se rendendo as evidências e começa a temer o pior. “A cada dia diminui as chances de Natal se manter como sede. A cidade com o cronograma mais atrasado e as sucessões de problemas só fazem piorar a situação”, destaca o dirigente Alvinegro.

“O frasqueirão certamente será usado como local de treinamento para as seleções e poderia receber investimentos novos com as verbas destinadas para Copa do Mundo. Além do mais a construção de uma arena moderna na cidade abriria uma grande opção para o nosso clube em caso de jogos com previsão de público superior que a capacidade do nosso estádio”, ressaltou o presidente do Alvinegro Potiguar.

Para Ricardo Bezerra preocupação diz respeito ao atraso. “Isso preocupa muito a partir do momento em que estamos vendo outras cidades avançando na construção e nas reformas dos seus estádios, como é o caso de Salvador, por exemplo”, frisa. “Vamos torcer que isso seja uma fato normal. Será importante para cidade e para o estado como um todo”, destaca.

Presidente da FNF fica atônito

Atônito. Foi dessa forma que o presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF), José Vanildo, revelou ter ficado com a noticia de que não apareceram interessados em se tornar parceiro do governo estadual no projeto de construção da Arena das Dunas. O dirigente que está se mantendo distante dessa negociação para fazer de Natal sede da Copa de 2014, disse ter sido informado da situação apenas pela imprensa.“Confesso que achei estranho, não compreendi bem a ausência de licitantes neste processo. Sem saber o que vem sendo feito pela comissão, não se tem como avaliar bem o que ocorreu. Também acredito que o presidente da Comissão de Licitação tenha ficado atônito com a falta de interesse demostrada pelo projeto natalense”, destacou o dirigente.

José Vanildo afirmou que o problema afeta mais que o projeto para Copa de 2014 em Natal. “Isso pode ser encarado com um tiro mortal a todo processo de organização do futebol em nosso estado”, argumentou. “Não posso imaginar que essa decisão tem como objetivo retirar os recursos do RN a favor de outra cidade. Também não posso afirmar que isso não esteja ocorrendo. Só quem pode falar com propriedade sobre esses problemas é o titular da Secopa, Fernando Fernandes que vem acompanhando o processo desde seu nascedouro”, salienta o presidente da FNF.

A falta de interessados , segundo o dirigente preocupa. “Quanto ao aspecto da legalidade, o problema é previsto na lei de licitações, é um procedimento possível. Agora cabe ao governo definir se abre um novo processo ou parte para outro tipo de procedimento. Vale salientar que ainda existe a possibilidade de se tocar o projeto com a dispensa de licitação”, explica José Vanildo.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários

  • elielrn

    Se a copa vier existirão muitos pais e muitas mães... Agora que o barco está afundando ninguém assume a culpa pelos erros e atrasos. Ridícula a prefeita que demorou uma eternidade para decidir a parte que lhe competia. Ridículo o secretario especial da copa que se encheu de comissionados ao seu redor ao inves de escolher técnicos preparados e efetivos existentes nos quadros estaduais. Enfim... Politica no RN é um lixo.... Poucos se salvam

  • costa.vivaldo

    Até quando a gente vai escutar a \"classe política\" dizer que está indignada com a situação de Natal com relação à Copa do Mundo de 2014. Essa classe política deveria, sim, estar preocupada com a saúde, com a segurança, com a educação, com o saneamento do nosso Estado que fica a esperar por esmolas desses nossos representantes. É claro que eles não querem saber de educação (porque os seus filhos estudam na Europa...); não querem saber como está a saúde (porque eles usam o Albert Eistein em São Paulo, ou fora do Brasil); não querem saber sa segurança (porque eles têm seguranças particulares de sobra...); não querem saber de saneamento (porque moram em coberturas de luxo...); não querem saber dos problemas do povo (porque isso incomoda-os...). Vamos acordar pra vida e enxergar a realidade. Natal não tem condições de sediar Copa do Mundo!! O Orçamento inicial era de 400 milhões de reais. Agora já se fala em 850 milhões!!! Ou seja, mais do que o dobro do orçamento!!! Advinhem pra onde vai esse excesso!!! Alguém tem alguma dúvida??? Vamos acordar e ver ao nosso lado quem são os verdadeiros representantes do nosso povo sofrido!!!!! O futebol do nosso estado merece sim, um incentivo, mas não às custas dos mais necessitados. Por que esses políticos não se unem pelo esporte potiguar?? Temos times na série B, Série C... Vamos acordar!!!!

  • lobovermelhorn

    MORAL NÃO SE COMPRA, MORAL SE CONQUISTA COM HONESTIDADE E CREDIBILIDADE.

  • wksm2

    O povo tem os governantes que merece, é nisso que dá manter as mesmas pessoas no poder do estado durante décadas, parabéns mais uma vez aos eleitores do RN, agora engulam o que plantaram e colheram.

  • sonia.fil

    até uma criança conhece o significado de licitação deserta...vamos, governantes, abram os cofres do povo, saqueiem tudo que resta, saboreiem as propinas, deixem as massas mais miseráveis, afinal, elas nem se lembram do \'desenvolvimento\' que o PAN trouxe ao Rio de Janeiro, e a COPA aos africanos.

  • joselucio.laura

    O desenrolar deste presente que o RN conseguiu ganhar, é que tem muita gente querendo por dinheiro no bolso.Tem mais alguma novidade do que essa?