Pop potiguar ganha mais“sol e calor”

Publicação: 2020-10-27 00:00:00
Mais sol e calor no pop potiguar. É o que oferece o cantor e compositor Alexandre no videoclipe de “Veraneio”, o primeiro registro audiovisual de seu álbum solo “Agosto” (Rizomarte Records). O filme foi gravado segundo os cuidados exigidos pela pandemia, tendo mais de 40 amigos e personalidades do cenário cultural potiguar, interpretando a faixa no formato de vídeo caseiro. O lançamento oficial do clipe é nesta terça, no canal do artista no Youtube.

Créditos: DivulgaçãoO filme foi gravado interpretando a faixa no formato de vídeo caseiro e hoje estará no YoutubeO filme foi gravado interpretando a faixa no formato de vídeo caseiro e hoje estará no Youtube

“Veraneio” traz as relações humanas para o centro da obra de Alexandre – que na noite potiguar é mais conhecido como Bruno Alexandre, vocalista da banda brega Cafonaite, e ex Banda Desventura, especializada em covers do Los Hermanos.  Ele fez do vídeo uma síntese das artimanhas que muita gente adotou para estar em contato com as pessoas queridas - mesmo que à distância, aproximadas pelos encontros virtuais.

O single “Veraneio” foi composto ao lado de Gustavo Arruda (Plutão Já foi Planeta) e revelou a aura pop e romântica das faixas, inspiradas pelo relacionamento entre dois homens. As letras mesclam o lado amoroso de um casal com situações mais explosivas, discussões e brigas, culminando nas pazes seladas. O clipe sai da seara pessoal para entrar na coletiva, mostrando como as pessoas têm tanto em comum, mesmo que à distância.

Com produção musical de Vikos e Zé Caxangá, o disco solo “Agosto” trouxe um clima oitentista e de pop romântico, carregado de baterias eletrônicas e sintetizadores, para uma sonoridade altamente pessoal. Anteriormente, “Veraneio” havia ganhado um vídeo ao vivo ao lado de outras duas faixas do disco: “Teus Cachos” e “Ê Chuva”.

“Agosto” foi, para Alexandre, um encontro consigo mesmo. Atuante há mais de uma década na cena musical de Natal, ele começou sua carreira musical em 2006 como vocalista da Banda Desventura, onde ficou até 2015. Desde então já passou por vários outros trabalhos, como o Projeto Trinca entre 2009 a 2012, que gravou e lançou o  CD “O nosso disco dava um filme” (2011). Há cerca de oito anos, Alexandre é frontman da Banda Cafonaite, grupo musical que faz versões do cancioneiro romântico brasileiro, fortemente influenciada pelo brega. 












Leia também: