Cookie Consent
Natal
Por falta de repasses, pacientes com câncer terão serviços interrompidos em Mossoró
Publicado: 17:20:00 - 28/03/2017 Atualizado: 18:49:35 - 28/03/2017

Os serviços de quimioterapia e radioterapia adulto e infantil em Mossoró deverão ser paralisados, novamente, a partir desta quarta-feira (29), em função do atraso nos repasses da Secretaria de Estado da Saúde (Sesap) à Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer, responsável pela prestação dos serviços. O montante acumulado é de R$ 1,9 milhão, referente aos meses de dezembro de 2016, janeiro e fevereiro de 2017.

Divulgação
Pacientes protestam contra atraso em repasses à Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer

Pacientes protestam contra atraso em repasses à Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer



Leia Mais

Por mês, aproximadamente, mil pacientes dependem dos serviços oferecidos pela Liga Mossoroense tanto no setor de quimioterapia, localizado no Hospital Santa Luzia, e de radioterapia, no Hospital da Solidariedade. Este último, inclusive, tem pendência de R$ 25 mil com fornecedor de manutenção no maquinário utilizado para o tratamento dos pacientes, valor esse que representa a parcela mensal ao suporte técnico.

"A situação é difícil. Desde a semana passada nós temos avisado ao Governo que sem os repasses não temos como adquirir as medicações para quimioterapia e a manutenção da máquina de radioterapia. Alguns funcionários já deixaram de ir ao trabalho porque estão sem receber e não conseguem até pagar a condução", lamenta a administradora da Liga Mossoroense, Vanuza Brito.

Conforme a administradora, o Governo do Estado havia garantido os repasses até o final da semana passada, o que não ocorreu até esta terça-feira (28). Com isso, os serviços estão em risco iminente de uma nova paralisação. A Liga Mossoroense já tinha suspendido o atendimento quinta-feira passada (dia 16), de rádio e quimioterapia, adulto e pediátrico, por falta de medicamentos. As cirurgias também tinham sido suspensas. Os serviços foram retomados na terça-feira passada (21), com a verba repassada pela Prefeitura de Mossoró.

Os tratamentos na Liga Mossoroense são financiados com recursos do Sistema Único de Saúde (SUS), repassados pelo Governo Federal, e complementados com orçamentos próprios dos estados e municípios. Em nota, a Sesap informou que o atraso nos repasses se deve à mudança da razão social da Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer, anteriormente denominado "Centro de Oncologia de Mossoró". A pasta afirma que a mudança do CNPJ fez com que houvesse o descredenciamento da Liga Mossoroense junto ao CENES (Cadastro de Estabelecimento de Saúde), vinculado ao Ministério da Saúde.

"Isto dificultou o andamento do processo burocrático. O processo encontra-se na Controladoria Geral do Estado para ser autorizado e a Sesap aguarda efetuar o pagamento até o final desta semana", diz a secretaria.

Atualizada às 18h48

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte