Cookie Consent
Notas e Comentários
Possibilidades
Publicado: 00:00:00 - 07/12/2021 Atualizado: 00:10:04 - 07/12/2021
colunanotas@tribunadonorte.com.br

O ex-prefeito Carlos Eduardo reafirmou a predisposição de concorrer ao governo, mas disse aceitar um diálogo com a governadora Fátima Bezerra com possibilidade de composição para concorrer ao Senado. Ele afirmou que precisa conversar, porque político que não dialoga, acaba isolado. “Eu quero a cadeira em que Fátima está sentada. Tenho que ganhar a eleição dela para sentar na cadeira. Mas esse é um processo político de construção e tenho conversado com as forças políticas do Rio Grande do Norte sem nenhum preconceito ideológico. [Tenho] Meu ideal político e não revogo. Mas político que não dialoga fica só. Não há nenhuma dificuldade de conversar com a governadora. Deixa ela me fazer o convite que eu vou levar o assunto ao partido. E o partido vai decidir. Eu não tenho nenhuma dificuldade de conversar”, afirmou, ao conceder entrevista a uma emissora de rádio em Parnamirim.

Transporte  
A Comissão de Transportes, Legislação Participativa e Assuntos Metropolitanos da Câmara Municipal aprovou a convocação da secretária da STTU, Daliana Bandeira, para tratar da cobrança de tarifa da linha circular 588, disponível no Campus Central da UFRN. 

Memória
A missa pelo sétimo dia do falecimento do advogado, jornalista e ex-vereador de Natal Ney Lopes de Souza Júnior foi celebrada ontem na Igreja de Santa Teresinha, em Natal. Ontem, o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região, por proposta do desembargador Eduardo Rocha, na sessão da 2ª Turma, também prestou homenagem póstuma a Ney Jr, além do plenário do Tribunal Regional Eleitoral.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, participa, hoje, às 15h30, da cerimônia de assinatura dos termos de autorização para uso de radiofrequências nas faixas de 700 MHz; 2,3 GHz; 3,5 GHz; e 26 GHz com as dez empresas vencedoras do leilão do 5G. O evento vai ser no Salão Nobre do Palácio do Planalto, com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Pesar
O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza, lamentou, em nota de pesar, o falecimento do ex-deputado Luiz Antonio Vidal. Ezequiel destacou realizações da trajetória de Luiz Antonio Vidal, que também foi presidente da Assembleia. “Durante o mandato de deputado, ele viabilizou a implementação da Carteira de Previdência do Parlamentar, objeto de várias tentativas anteriores que não conseguiram se tornar realidade”, destacou. “Pavimentação asfáltica, inclusão de plano de alfabetização,  extensão de rede elétrica, construção de pontes e poços, entre outras ações pautaram a vida política do então deputado”, acrescentou. “Por orientação do pai, Lindolfo Gomes Vidal, líder político no Agreste potiguar, Luiz  Antônio tornou-se o principal colaborador e orientador político do ex-governador Robinson Faria”, lembrou Ezequiel.

Despedida 
O prefeito Álvaro Dias também divulgou nota de pesar pelo falecimento do ex-presidente da Assembleia, Luiz Antonio Vidal. “Com profundo pesar recebi hoje a notícia do falecimento do ex-deputado Luiz Antonio Vidal a quem aprendi a admirar desde a minha juventude pelos laços de amizade que tinha com meu pai e o levava a frequentar nossa casa. Um político sério e honrado, de compromissos arraigados com o Agreste e sua gente, amigo dos amigos e com espírito público acima de tudo”, disse Álvaro Dias.  Luiz Antonio Vidal faleceu no domingo.

Segurança
Uma audiência pública na Assembleia Legislativa debateu a saúde emocional dos profissionais de segurança. O debate, proposto pelo deputado estadual Subtenente Eliabe (SDD), reuniu membros do corpo clínico da Polícia Militar do RN, especialistas do Centro Integrado de Apoio Social ao Policial, além de representantes das associações e sindicatos de policiais militares, civis e penais. De acordo com dados destacados pelo deputado, 365 policiais militares foram afastados dos serviços em razão de problemas psicológicos e psiquiátricos até junho de 2021. A ausência de um profissional de psiquiatria na PM foi questionada pelo presidente da Associação dos Cabos e Soldados da PM, sargento Roberto Campos. 

Gastos 
O ministro da Economia, Paulo Guedes, repetiu ontem a avaliação de que a equipe econômica atual teria conseguido domar os principais gastos públicos. "Derrubamos e recontrolamos a trajetória de gastos com previdência, juros, salários do funcionalismo e finalmente essa jabuticaba brasileira, que são os precatórios", afirmou na cerimônia do Prêmio Tesouro Nacional 2021. Em rápido discurso na abertura do evento, Guedes voltou a citar a redução do rombo primário em 2021. "O País tinha um déficit de 2% do PIB quando nós chegamos, reduzimos para 1% em 2019, fomos a 10,5% do PIB em meio à pandemia, esse ano volta a 1% e ano que vem está previsto em 0,5%", reafirmou o ministro da Economia.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte