Cookie Consent
Natal
Postos abrem hoje para vacinação contra Influenza
Publicado: 00:00:00 - 13/05/2017 Atualizado: 21:51:49 - 12/05/2017
Todos os postos de vacinação do país estarão funcionando hoje (13) no Dia “D” de mobilização contra a gripe Influenza. Cerca de 54 milhões de pessoas no Brasil, das quais 863.335 pessoas no Rio Grande do Norte, integram o grupo prioritário a ser vacinado até o dia 26 de maio. Em Natal, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) fará a abertura oficial às 9h na Unidade Básica de Saúde São João, que é referência em vacinação no Estado. Das 8h às 17h, 58 salas de vacinas estarão em pleno funcionamento com 1.230 profissionais da saúde municipal atuando. Ou seja, todas as unidades de saúde da capital potiguar estarão abertas para receber a população.
Júnior Santos


Até agora, 66.744 pessoas (cerca de 30% do grupo prioritário) já foram imunizadas na capital potiguar. A meta da campanha, que começou dia 17 de maio, é aplicar 204.516 doses até 26 de maio e alcançar a cobertura de 90% de cada grupo elegível. Nos anos anteriores, a meta do Ministério da Saúde era de vacinar apenas 80% deste público. Segundo recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), cada dose da vacina contém duas cepas do tipo A e uma do tipo B, sem adição de adjuvantes (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B).

O Rio Grande do Norte, assim como os demais Estados, está recebendo as doses em etapas, que se totalizam em sete delas e que são enviadas aos municípios de acordo com a sua chegada. Até o último dia 9, a Rede de Frio Estadual recebeu cinco etapas da vacina. No Estado, foram vacinadas 159.058 pessoas, o que corresponde a 22,40% do público alvo, ocupando a posição de 2º Estado com melhor média no Nordeste, ficando atrás apenas da Paraíba que vacinou 43,16% da sua população, mas ainda ficando abaixo da média nacional que está em 27,59%.

“Ainda precisamos vacinar uma média de 700 mil pessoas e por isso, solicitamos que todos que se encontrem dentro dos grupos prioritários procurem a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa. Lembramos que a vacina contra gripe além de segura é capaz de reduzir as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza”, explica a coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Katiucia Roseli.

Seguindo a recomendação da OMS, os grupos prioritários para a vacinação da Influenza são os indivíduos com 60 anos ou mais de idade, as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Neste ano, também serão incluídos para a vacinação, os professores das escolas públicas e privadas que estejam atuando em sala de aula. Essa definição de grupos prioritários é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias. 

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte