Potiguar é finalista de Prêmio São Paulo de Literatura

Publicação: 2019-10-19 10:38:00 | Comentários: 0
A+ A-
Nesta sexta-feira (18), a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado anunciou os finalistas da 12ª edição do Prêmio São Paulo de Literatura, o maior do País em premiação individual para o gênero. Serão contemplados um autor pela categoria “Melhor Romance de Ficção do Ano de 2018” e um como “Melhor Romance de Ficção de Estreia do Ano de 2018”. Nessa última está como finalista o potiguar Gustavo Linhares.

Cadastro gustavo linhares

Gustavo nasceu em Mossoró, em 1980, onde viveu a maior parte da sua vida. É escritor, médico neurologista, tendo atuado na prática clínica por serviços assistenciais no nordeste brasileiro e na cidade de São Paulo. Suas publicações prévias contêm-se no âmbito da literatura científica e tem em O infeliz das Costa Oca sua primeira obra ficcional. A literatura se despertou na sua vida como objeto de estudo e de criação ainda nos bancos escolares. Alimentou o desejo constante de tratar os conflitos da existência humana através da medicina e literatura e passou a se dedicar já nos anos de graduação ao aperfeiçoamento de técnicas da escrita ficcional, principalmente a prosa. Atualmente, é estudante de literatura e teoria literária na Universidade de São Paulo e mantém o trabalho médico.

Cada ganhador receberá o prêmio de R$ 200 mil. A cerimônia de entrega do prêmio será realizada em dezembro. Permanecem na disputa autores naturais de sete estados brasileiros: São Paulo (6), Rio de Janeiro (5), Santa Catarina (3), Paraná (2), Goiás (1), Pernambuco (1) e Rio Grande do Norte (1), além de um finalista chileno.
Ao todo, 175 livros entraram na competição. A ênfase no romance é uma característica do Prêmio São Paulo de Literatura desde a criação, em 2008, inspirado no britânico Man Booker Prize.

Confira os finalistas da 12ª Edição do Prêmio São Paulo de Literatura:
Melhor Romance de Ficção de 2018
Alberto Mussa – A biblioteca elementar (Record)
Ana Paula Maia – Enterre seus mortos (Cia das Letras)
André de Leones – Eufrates (José Olympio)
Carola Saavedra – Com armas sonolentas (Cia das Letras)
Cristovão Tezza – A tirania do amor (Todavia)
Flavio Cafiero – Espera passar o avião (Todavia)
Ignácio de Loyola Brandão – Desta terra nada vai sobrar, a não ser o vento que sopra sobre ela (Global)
Martha Batalha – Nunca houve um castelo (Cia das Letras)
Mauricio Lyrio – O imortal (Cia das Letras)
Ronaldo Correia de Brito – Dora sem véu (Alfaguara)

Melhor Romance de Ficção de Estreia do Ano de 2018
Daniela Stoll – Do lado de dentro do mar (Patuá)
Deborah Dornellas – Por cima do mar (Patuá)
Érico Nogueira – Contra um bicho da terra tão pequeno (Filocalia)
Fred Di Giacomo – Desamparo (Reformatório)
Giovana Madalosso – Tudo pode ser roubado (Todavia)
Gustavo Linhares – O infeliz das Costa Oca (Patuá)
Juliana Leite – Entre as mãos (Record)
Luciana Annunziata – Os cadernos do desencontro de Antônio Guerra (Quelônio)
Paulo Schmidt – Anjo negro (Cepe)
Tiago Ferro – O pai da menina morta (Todavia)





continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários