Potiguar é premiado em projeto nacional da Estácio

Publicação: 2012-10-20 00:00:00
A+ A-
Ter uma boa qualificação não é mais o suficiente para garantir o acesso a uma vaga de trabalho. Além dos conhecimentos técnicos, as questões comportamentais também são agora consideradas importantes durante uma seleção de emprego. Com o intuito de preparar os alunos formandos para o mercado de trabalho, a Estácio lançou nacionalmente o projeto Estácio Acredita, que na primeira edição teve como um dos melhores colocados em toda a rede de ensino do país, o aluno Eduardo Patrício da Silva, recém-formado pelo curso de Administração da Estácio Câmara Cascudo. 
Eduardo Patrício  ficou em segundo lugar em toda a rede de ensino
Com a média geral de 9,51, o aluno potiguar obteve o segundo melhor aproveitamento no curso, entre todos os que se inscreveram no programa. “O projeto me proporcionou um esclarecimento satisfatório a respeito das exigências, desafios e oportunidades existentes no mercado, no mundo real do cenário empresarial”, observa.

 De acordo com um estudo realizado pelo Man Power Group com cerca de 60 mil organizações (de diferentes portes e setores), em 41 países - incluindo o Brasil, as competências comportamentais que garantem aos candidatos uma atenção especial do entrevistador e os mantém na empresa por mais tempo, são encabeçadas pela capacidade de trabalhar em equipe (17%), seguida pelas habilidades interpessoais (15%), além do entusiasmo e motivação na execução das atividades relacionadas (14%).

 O projeto Estácio Acredita oferece aos alunos do último período de toda a rede de ensino, um programa completo de palestras telepresenciais sobre temas que vão além da teoria apresentada em sala de aula. Conhecimentos práticos de marketing, apresentação pessoal, atitude empreendedora e talento são alguns dos assuntos abordados, que segundo o professor de gestão de pessoas Júlio Moreira, estão entre as principais exigências das empresas na hora da contratação. “Falhas comportamentais como a forma de se apresentar, falta de iniciativa e dificuldade de articulação são as principais queixas das empresas em relação aos candidatos”, explica.

Como forma de reconhecimento, os mil alunos com as melhores pontuações na graduação são selecionados para ter seus currículos incluídos em um Book Eletrônico, disponível às empresas e instituições parceiras interessadas em contratar. A rede também distribui tablets para os dez primeiros colocados no projeto, como foi o caso do aluno de Administração da Estácio Câmara Cascudo, que pretende continuar a rotina de estudos mesmo após o término do curso acadêmico.

Docente selecionada em programa internacional

A professora de inglês Lenir da Silva, dos quadros da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern) e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN), é a única do RN a ser selecionada para o Programa Líderes Internacionais em Educação (Ilep 2013), que financiará uma capacitação, entre janeiro e maio do ano que vem, em universidades americanas para 75 docentes de todo o mundo. No Brasil, somente sete professores foram selecionados pela embaixada americana, responsável pelo programa junto ao Conselho Nacional de Secretários de  (Consed). O Ilep é voltado para docentes de língua inglesa que atuam em escolas públicas e tem como objetivo o aperfeiçoamento no ensino do idioma.

 Durante o programa, os professores participam de treinamento intensivo em metodologias e estratégias de ensino, planejamento de aula, liderança e uso de tecnologias. O curso inclui ainda estágio em uma escola de ensino médio norte-americana. Toda a capacitação é financiada pela embaixada e governo americano.

“Seremos professores multiplicadores, essa é a ideia do Ilep”, explicou Lenir. “Vai ser muito rico, pois voltaremos ainda mais qualificados”, continuou. A seleção, de acordo com a docente, foi composta por uma entrevista e do exame internacional TOEFL, que indica o nível de domínio do idioma do candidato. Esta é a sétima edição do programa, e a primeira vez que um professor do RN é escolhido.