Praias, museus e boa mesa com amigos

Publicação: 2017-12-29 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Coordenadora de Museus da Fundação José Augusto (FJA), a artista plástica Dione Caldas tem se destacado no cenário cultural do RN para além dos seus trabalhos em pintura. Ela tem usado sua experiência nas artes para atuar com dedicação na área de curadoria. Contam com sua montagem o 2º Salão Dorian Gray, no Museu Café Filho, a exposição “Privado é Publico”, com acervo de obras da professora Isaura Rosado, na Galeria Newton Navarro, a individual “50 Tons Naif”, de Iaperi Araújo, na Pinacoteca Potiguar e “Nasce Natal”, com postais da coleção de fotografias do pesquisador Andre Madureira, também na Pinacoteca.

Dione Caldas, Coordenadora de Museus da Fundação José Augusto
Dione Caldas, Coordenadora de Museus da Fundação José Augusto

“Na FJA supervisiono vários equipamentos culturais do Estado, mas o mais gratificante é organizar e fazer curadorias das exposições. Pessoalmente acho que tenho crescido muito nesse espaço”, comenta Dione, cuja paixão pela arte vem de berço – ela é filha do artista Dorian Gray Caldas (1930-2017).

Como nem tudo é trabalho em sua vida, Dione gosta de dar suas saídas nos fins de semana. Alguns de seus passeios são para fazer deliciosas refeições com amigos ou familiares. Dentre os restaurantes favoritos está o tradicional Camarões Potiguar. “É onde posso saborear o melhor pastel de camarão de Natal e escolher entre tantos pratos deliciosos, como o camarão no Jerimum, simplesmente divino”, sugere a artista, que também tem seus barzinhos prediletos para beber e petiscar em boa companhia. “No domingo vamos sempre no Bar 294 (na avenida Deodoro da Fonseca, Cidade Alta), para bebericar e comer caranguejo”.

Já fora de Natal, mas não muito distante, outro point gastronômico de Dione é Pium, onde encontrar menu variado no famoso Restaurante do Suíço, do chef Peter Nigg. “Também é uma ótima opção para relaxar, bem aconchegante e com pratos maravilhosos”, justifica.

Quando o assunto é viajar pelo Estado, a artista encontra lugares aconchegantes tanto no litoral quanto no interior. Nas praias do sul, Búzios, depois de Pirangi, é seu local favorito. “Lá relembro a minha adolescência”, diz. E pegando estrada adentro, na Serra de São Bento ela pausa para dias de sossego. “Gosto da Pousada Villas da Serra. É um ótimo lugar para relaxar e tomar um bom vinho”.

Como gestora cultural, Dione busca estar atenta ao que é produzido no Estado. No campo literário, ele indica como boa leitura o recém-lançado livro “Um Apóstolo entre Nós”, biografia do médico potiguar Varela Santiago, escrita pelo historiador Cláudio Galvão. Mas ao lado da cama, é sagrado ter uma obra do pai artista e poeta Dorian Gray. “Sempre tenho na cabeceira um livro do meu pai. 'Hora Única' é sempre o meu preferido”.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários