Prazo para entrega do Imposto de Renda termina nesta terça-feira

Publicação: 2020-06-30 00:00:00
A Receita Federal recebeu 83% das declarações do Imposto de Renda previstas para o Rio Grande do Norte até as 10h50 desta segunda-feira (29). O prazo de envio do documento será encerrado às 23h59min59s, horário de Brasília, desta terça (30 de junho). No total, foram recebidas pela RF ate as 10h50 desta segunda-feira 26.851.496 declarações em nível nacional e 278.880 (atualização minuto a minuto) pelos sistemas da Receita no RN. Esse volume do Estado representa 1,04% do total nacional. Em todo o Brasil, este ano são esperados 32 milhões de DIRPF.

A Delegacia da Receita Federal em Natal-RN alerta para a possibilidade de congestionamento na rede para quem deixar para última hora. Se os contribuintes perderem o prazo estarão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido. Além disso, o contribuinte que estava obrigado a declarar, caso não o faça, o CPF fica com o status “pendente de regularização”, sendo impedido de tirar passaporte, prestar concurso público, fazer empréstimos, obter certidão negativa, dentre outras situações que prejudicam a vida financeira do contribuinte.

A expectativa é de que 336 mil contribuintes no Rio Grande do Norte entreguem a declaração este ano, referente ao exercício 2020, ano-base 2019. Por causa da pandemia da covid-19, o prazo para o encerramento do envio da documentação passou de 30 de abril para 30 de junho. A data do vencimento da primeira cota também passou para o mesmo dia, enquanto as outras vencerão no último dia útil dos meses seguintes.

Obrigatoriedade
Precisa declarar o Imposto de Renda quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil; quem obteve, em qualquer mês de 2019, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias e de futuros.

Quando se trata de atividade rural, é obrigado a declarar o contribuinte com renda bruta superior a R$ 142.798,50. Também deve preencher a declaração quem teve, em 31 de dezembro do ano passado, a posse ou propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, com valor total superior a R$ 300 mil.

As novidades para a entrega da declaração neste ano estão disponíveis na página da Receita. Entre as principais mudanças, estão a antecipação no cronograma de restituição, cujo pagamento começou no fim de maio e terminará no final de setembro, e o fim da dedução do INSS dos trabalhadores domésticos. Pela primeira vez, os contribuintes com certificação digital estão recebendo a declaração pré-preenchida no programa gerador. 





Leia também: