Cookie Consent
Economia
Preço médio da gasolina cai R$ 0,19, mas RN tem segundo maior valor do país
Publicado: 09:45:00 - 10/04/2022 Atualizado: 09:46:02 - 10/04/2022
Os motoristas que utilizam gasolina como combustível no Rio Grande do Norte notaram uma queda nos preços ao longo do mês. Os R$ 7,921 pagos, em média, pelo litro da gasolina em meados de março, agora são R$ 7,733, uma queda de quase R$ 0,19. É o que aponta o mais recente levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), divulgada no sábado (9). Mesmo com a redução, o Rio Grande do Norte segue com a segunda gasolina mais cara do país.
Divulgação


Dos 27 estados (incluindo o Distrito Federal), 22 tiveram redução no valor após quatro semanas, data da pesquisa realizada após o mais recente reajuste no valor dos combustíveis no país. Somente o Piauí (que é um dos estados não teve redução no período) tem um preço médio de gasolina mais alto do que o Rio Grande do Norte. Lá, o litro custa R$ 8,101, em média.

Por outro lado, o Amapá segue na ponta como a gasolina mais barata do Brasil. Os motoristas do estado pagam R$ 6,339 pelo litro. Em comparação aos estados vizinhos, o abismo com relação ao Rio Grande do Norte segue grande. Na Paraíba, os motoristas pagam R$ 7,039 pelo litro, valor quase R$ 0,70 menor do que nos postos potiguares, enquanto Pernambuco tem preço médio de R$ 7,238 e o Ceará tem R$ 7,487.

Capitais

Entre as capitais, Natal também tem a segunda gasolina mais cara do Brasil, perdendo somente para Teresina, no Piauí. Os moradores da capital potiguar pagam R$ 7,777, em média, pelo litro da gasolina, enquanto os piauienses pagam R$ 8,181. Em João Pessoa, o valor é R$ 6,986, e em Recife, R$ 7,223.

Em Natal, a variação dos preços entre os postos é a quarta menor do Brasil. Somente Manaus, Palmas e Boa Vista têm variação menor.












Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte