Prefeito quer captar R$ 451 milhões

Publicação: 2014-02-19 00:00:00
Roberto Lucena
Repórter

A Prefeitura do Natal assina hoje, em Brasília, dois convênios junto ao Ministério das Cidades (MC) para liberação de R$ 451 milhões destinados à obras de mobilidade urbana na capital. Parte das intervenções – relacionada ao transporte urbano coletivo – já possui projeto executivo e orçamento superior a R$ 18 milhões. No entanto, as obras viárias, cuja previsão orçamentária é de R$ 433 milhões, ainda não possuem projeto. Em ambos casos, as licitações só serão iniciadas no segundo semestre desse ano.

De acordo com a titular da secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Elequicina dos Santos, as obras fazem parte do “Plano de Mobilidade Urbana” de Natal e os recursos assegurados pelo Governo Federal são oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Natal recebe o dinheiro em duas frentes: obras com projetos executivos elaborados e intervenções ainda sem projeto definido.

O bloco de obras com projeto nas mãos da secretária diz respeito ao transporte público urbano. Com quase R$ 18,5 milhões, a Prefeitura vai construir abrigos para passageiros, estações de transferência e terminais de ônibus. “Queremos construir novas estacões de transferência porque cerca de 30% dos passageiros ainda usam dinheiro para pagar a passagem e, sem as estações, perde o benefício da integração por não ter o cartão”, explicou Elequicina.

Serão construídas seis estações de transferência – duas na Área de Lazer do Pajuçara, duas nas proximidades da rodoviária e duas no bairro de Mirassol –, 1.052 abrigos para passageiros, terminais de ônibus (o número de unidades não foi revelado) e um terminal de integração (ônibus e trem) no bairro de Soledade. A licitação para estas obras deverá ser publicada no segundo semestre, depois da Copa do Mundo. “Se tudo ocorrer bem, começamos as obras ainda este ano”, disse a secretária.

Questionada se as estações de transferência na verdade seriam reformadas, Elequicina explicou que não haverá reformas. “As estações viraram abrigos. Não vamos fazer reformas. Serão novos equipamentos mais modernos”, disse.

Prefeitura planeja quatro túneis na Salgado Filho
Trafegar por determinadas vias da capital do Estado transformou-se em um exercício de paciência para os motoristas natalenses. Há algum tempo restritos aos horários de pico, os engarrafamentos, atualmente, ocorrem em qualquer horário do dia. Além do aumento do número de veículos, contribui para a formação do caos diário as interdições parciais em avenidas importantes devido às obras da Copa.

Parte dos problemas serão solucionados em breve. É o que garante a Semob quando as intervenções viárias previstas no pacote de convênios assinado hoje estiverem prontas. O plano da Prefeitura é audacioso e prevê a construção de quatro túneis na avenida Salgado Filho, além de um elevado na avenida João Medeiros Filho mais um complexo de túneis e viaduto no cruzamento das avenidas Prudente de Morais com Integração. Todos os pontos, são conhecidos pela dificuldade de locomoção.

Além destas obras, há ainda o projeto de implantação do ônibus Bus Rapid Transit (BRT - trânsito rápido de ônibus) entre as zonas Norte e Sul da capital. Os túneis, aliás, são uma condição para o sistema funcionar a contento. Para este projeto, é previsto investimento de R$ 128 milhões. Valor relativamente baixo para a dimensão da intervenção e que por isso, segundo Elequicina, deverá sofrer alterações”.

Ainda figuram entre as obras sem projetos executivos, os corredores exclusivos para ônibus nas avenidas Prudente de Morais, Presidente Bandeira e João Medeiros Filho; ciclovias, ciclofaixas e o Sistema Inteligente de Transporte (ITS). Este último é referente ao sistema eletrônico de monitoramento dos ônibus. As obras dos dois pacotes de intervenções não têm data para iniciar.