Prefeitura de Natal retira 36 acessos improvisados na orla de Ponta Negra

Publicação: 2020-01-29 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Na última segunda-feira (27), a Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Semov) deu início à retirada de 36 acessos improvisados na praia de Ponta Negra. Os acessos, em sua maioria, eram feitos com sacos de areia colocados em cima das pedras do enrocamento. De acordo com a Prefeitura, as estruturas improvisadas eram uma fonte constante de acidentes na praia para banhistas e trabalhadores.

Créditos: Magnus NascimentoA descida para a faixa de areia deve ser feita por uma das 13 escadas instaladas pela PrefeituraA descida para a faixa de areia deve ser feita por uma das 13 escadas instaladas pela Prefeitura
A descida para a faixa de areia deve ser feita por uma das 13 escadas instaladas pela Prefeitura

“Muitas pessoas acabavam se machucando, porque caíam em cima das pedras. Os acessos eram muito precários, e uma fonte constante de acidentes”, afirma o Secretário de Obras de Natal, Tomaz Neto. Os constantes acidentes foram confirmados pelos comerciantes, que afirmam que não apenas os banhistas, mas também os trabalhadores que precisam subir com frequência do calçadão para a faixa de areia, passando pelo enrocamento, costumavam se machucar.

“Já tive colaboradores meus que sofreram quedas, e também já vi principalmente senhoras idosas se machucando ao tentar descer”, relata o quiosqueiro José Antônio, que há 16 anos trabalha na praia de Ponta Negra.

Sem os acessos improvisados, a descida dos frequentadores da praia para a faixa de areia deverá ser feita por uma das 13 escadas “oficiais” instaladas pela Prefeitura ao longo da orla. “Os acessos de Ponta Negra, originalmente, eram compostos por 9 escadas e seis rampas, mas maré alta de 2013 e 2014 destruiu tudo. Em virtude da diferença de nível entre o calçadão e a faixa de areia, que foi aumentando à medida em que os anos passaram, aumentamos o número de escadas para 13, e uma rampa”, destaca Tomaz.

De acordo com a Semov, as 13 escadas de acesso na praia estão a uma distância que varia de 70 metros a 80 metros uma da outra,  o que seria suficiente para a descida de banhistas que querem ter acesso à faixa de areia. “Fizemos vários estudos e foi constatado que esse número de escadas e rampa é suficiente, atendendo aos visitantes da praia", afirma o secretário.

A única rampa de acessibilidade da Praia de Ponta Negra, no entanto, não é considerada suficiente pelos frequentadores da praia e comerciantes. “Descemos todo dia com material pesado, temos dificuldade de levar até lá, e dar a volta até o fim da praia onde existe a rampa é inviável”, afirma Alexandre da Silva, que trabalha na praia há 20 anos.

De acordo com a Prefeitura, há planos para a construção de uma nova rampa na praia, mas ela só deve ser feita após a finalização das obras de prolongamento do enrocamento. “Tentamos fazer outra rampa, mas o mar derrubou  três vezes. Como há uma engorda prevista para o mês de outubro desse ano, acredito que é mais prudente deixarmos para fazer os acessos depois que parte do problema do avanço do mar esteja resolvido, para que o trabalho não seja perdido”, afirma Tomaz Neto.

Como o fim das obras ainda está distante, os comerciantes estão se mobilizando para tentar construir escadas dentro do padrão da Prefeitura para facilitar a locomoção. “As escadas da Prefeitura são boas, mas não são suficientes porque precisa da rampa, é uma necessidade”, afirma José Antônio.





Deixe seu comentário!

Comentários