Prefeitura e Arquidiocese lançam Roteiro Histórico Religioso em Natal

Publicação: 2020-10-29 00:00:00
A Secretaria Municipal de Turismo e a Arquidiocese de Natal lançaram nesta quarta-feira (28), o Roteiro Histórico Religioso de Natal. Com dez igrejas católicas contempladas, o roteiro foi criado para incentivar o turismo religioso local. O setor está em baixa devido à pandemia do novo coronavírus e o novo roteiro é visto como uma mola propulsora da tão almejada recuperação. 

Créditos: Alex RégisDom Jaime Vieira Rocha, arcebispo de Natal, detalhou importância do Roteiro Histórico ReligiosoDom Jaime Vieira Rocha, arcebispo de Natal, detalhou importância do Roteiro Histórico Religioso

Criado em 2017, o projeto ainda não havia sido lançado oficialmente. O objetivo é fomentar a atividade turística contemplando as Capelas e Igrejas mais antigas, além de devoções especiais, como a dos Santos Mártires, a de Nossa Senhora de Fátima e a do Padre João Maria. “Primeiro pensamos apenas nas igrejas do Centro Histórico, mas depois fomos ampliando e chegamos ao número de dez igrejas, próximas do Centro e mais afastadas”, afirmou o secretário municipal de Turismo, Joham Xavier.

O lançamento do Roteiro aconteceu na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, no bairro Pajuçara, zona Norte de Natal. A igreja é uma das contempladas e tem o projeto de construir uma réplica da Capela das Aparições, cuja original fica em Portugal e essa seria a segunda reprodução no mundo. A outra fica no Rio de Janeiro. Localizada numa área de pouco atrativo turístico, a expectativa é que a inclusão da igreja no roteiro também beneficie o entorno.

Além do Santuário de Nossa Senhora de Fátima, o Roteiro Religioso inclui: Catedral Metropolitana, Igreja Nossa Senhora de Lourdes, Igreja Bom Jesus das Dores, Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, Igreja Nossa Senhora da Apresentação, Igreja Santo Antônio, Igreja São Pedro Apóstolo, Santuário dos Mártires de Cunhau e Uruaçu e Santuário dos Santos Reis. O roteiro deve ser incluído na rotina das empresas de turismo a partir de dezembro, para aproveitar a alta estação.

Para o arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, o roteiro surge em um momento “difícil para toda a sociedade” devido à pandemia do coronavírus, mas oportuno. “Com a pandemia, muitas pessoas voltaram-se mais ainda à fé para enfrentar um momento tão difícil e procurar conforto. Sabemos que Natal tem uma vocação própria para o turismo, graças ao sol e mar, e já tem toda uma estrutura montada. Agora, entramos com o viés religioso, que tem tudo para se desenvolver tão bem aqui”, declarou o arcebispo.

A opinião é compartilhada pelas empresas de turismo. O presidente do Sindicato das Empresas de Turismo do RN, Júnior Câmara, destacou que “é mais um produto [turístico] na prateleira”. Ele afirmou que o segmento religioso ainda é pouco difundido, mas apresenta crescimento e consolidação no Estado graças à estátua de Santa Rita de Cássia, em Santa Cruz, e ao Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis, em Patu.

Com datas religiosas específicas em cada santuário e igreja, o turismo religioso ganha mais opções de rotas, segundo Júnior Câmara. “Existe espaço para que o turismo religioso seja desenvolvido no Rio Grande do Norte e no futuro venha a ter tanta importância e procura quanto em outras cidades”, declarou.

Réplica 
No Santuário de Nossa Senhora de Fátima, o projeto da segunda réplica do mundo da Capela das Aparições está em andamento. A construção acontece ao lado do Santuário e iniciou no ano passado, mas as obras foram paralisadas com o surgimento do novo coronavírus. De acordo com a Arquidiocese de Natal, a continuidade da construção depende da doações de fiéis. A Igreja assegurou recursos para parte das obras. Elas serão retomadas a partir do ano que vem e a expectativa inicial é que as obras sejam concluídas no fim de 2021.

O projeto arquitetônico foi escolhido depois de um concurso realizado com 35 propostas. Ela está dividida em duas partes: a capela em si e obras no entorno para haver integração com a comunidade. A capelinha original fica localizada em Portugal e foi construída em 1919.

Roteiro Histórico
à Catedral Metropolitana/ Cidade Alta
à Igreja Nossa Senhora de Lourdes/Areia Preta
à Igreja Bom Jesus das Dores/Ribeira
à Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos/Cidade Alta
à Igreja Nossa Senhora da Apresentação/Cidade Alta
à Igreja Santo Antônio de Pádua/Parque dos Coqueiros
à Igreja São Pedro Apóstolo/ Alecrim
à Santuário dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu/Nossa Sra. de Nazaré
à Santuário dos Santos Reis/Santos Reis
à Santuário de Nossa Senhora de Fátima/Pajuçara