Natal
Prefeitura garante continuidade da UPA Pajuçara
Publicado: 15:17:00 - 24/02/2012 Atualizado: 16:18:31 - 24/02/2012
A Prefeitura do Natal afirma que realizou, na tarde de ontem (23), o repasse para o pagamento dos salários atrasados dos funcionários da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pajuçara. Com isso, segundo o Executivo, está descartada a possibilidade de greve de servidores que vinha sendo cogitada pelos sindicatos dos profissionais da saúde.

Nesta sexta-feira (24), a Prefeitura informou que a unidade funcionou com toda a escala médica e dos demais profissionais de saúde completas, mas os sindicatos realizaram uma movimentação em frente à UPA para reivindicar a pagamento dos atrasados e mais segurança no local, já que a unidade sofreu duas tentativas de assalto este ano. O movimento, ainda de acordo com a Prefeitura, foi "simbólico", tendo em vista que as duas reivindicações já teriam sido atendidas.

“Ontem mesmo o sindicato foi informado do repasse da Prefeitura para a Associação Marca que espera a compensação do pagamento até o final da tarde de hoje para efetuar os depósitos dos servidores. Como se trata de movimentação bancária, até segunda-feira os salários estarão nas contas”, adiantou o diretor médico da UPA, Danton Novaes.

A Prefeitura do Natal afirma que esta foi a primeira vez que ocorreu atraso no pagamento dos salários dos servidores da UPA. A explicação do Executivo foi o fechamento do orçamento de 2011 e a espera da abertura do orçamento municipal de 2012 quando os gestores poderiam fazer os repasses à Organização Social que administra a UPA Pajuçara.

“Foi um fato atípico e isso não compromete de forma alguma a credibilidade da UPA e a qualidade dos nossos serviços à população. Em 2011, UPA realizou mais de 130 mil atendimentos, cerca de 350 atendimentos por dia em urgência e emergência. O serviço é aprovado pelos usuários que não só confiam no atendimento, como reconhecem sua eficiência”, destaca a superintendente da OS em Natal, Gicele Giacomimi.

“A prioridade da UPA é prestar assistência médica de urgência e emergência de até média complexidade, e ainda damos os primeiros atendimentos nos casos de maior gravidade, estabilizando o paciente para que ele possa ser encaminhado ao hospital de referência. Adotamos o modelo de classificação de risco que prioriza o atendimento aos usuários com estado de saúde mais grave”, explica Dr. Danton.

A questão da segurança na UPA, ainda de acordo com a Prefeitura, também já foi resolvida. Além da segurança privada mantida na unidade, o Executivo informou que a Guarda Municipal de Natal foi escalada para reforçar e proteger a UPA e, desde ontem, mantém guardas no local, com escalas que vão garantir segurança 24 horas.

Leia Mais


A Prefeitura do Natal também afirmou que, apesar da divulgação de uma paralisação da unidade, a UPA do Pajuçara está com atendimento normal nesta sexta-feira. O quadro de funcionários, composto por três médicos clínicos gerais, pediatra, enfermeiros e técnicos em Enfermagem, de acordo com o Executivo, está completo. O ato de protesto organizado pelos sindicatos ocorreu das 8h às 10h e não prejudicou o atendimento.

Com informações da Secom.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte