Prefeitura restringe horários para tráfego de caminhões em avenidas de Natal

Publicação: 2015-04-27 10:21:00 | Comentários: 1
A+ A-
A Prefeitura do Natal publicou a regulamentação da Lei Municipal que proíbe o trânsito de caminhões nas ruas de tráfego intenso de Natal durante a maior parte do dia. O decreto, publicado na edição do Diário Oficial do Município de hoje (27), proíbe o tráfego de caminhões e veículos com mais de 5 toneladas nas avenidas Senador Salgado Filho/ Hermes da Fonseca, Prudente de Morais, Bernardo Vieira, Coronel Estevam e Rio Branco de segunda a sexta, das 5h às 20h. A medida entra em vigor hoje.
Magnus NascimentoVeículos pesados deixarão de circular pela Salgado Filho e HermesVeículos pesados deixarão de circular pela Salgado Filho e Hermes

Aprovado em 2008 pela Câmara Municipal do Natal, o projeto tem o objetivo de dar mais fluidez ao trânsito na capital e preservar a malha viária das principais vias da cidade. O sistema de transporte público de passageiros, municipal e intermunicipal, está dispensado das restrições. Há, inclusive, a previsão de exceções para que outros veículos pesados possam trafegar nessas vias.

No decreto, estão livres das restrições os chamados Veículos Urbanos de Carga e também os caminhões que prestem de urgência (ambulâncias, viaturas policiais e carros de bombeiros, por exemplo), transportem produtos perecíveis, prestem de serviços públicos essenciais (coleta de lixo, manutenção de energia elétrica, operação tapa-buracos, por exemplo) e que atuem em cobertura jornalística, transporte de gases hospitalares, transporte de gás GLP, serviço de socorro mecânico de emergência (guincho), além dos caminhões de concretagem e de mudança.

Mesmo com as restrições, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana poderá conceder autorizações especiais para o tráfego de veículos que justifiquem o uso das vias principais no horário em que há a proibição. A STTU definirá, em até 30 dias o modelo de autorização de tráfego especial, que condutor do veículo deverá portar durante o tráfego nas vias. Caso o condutor não possua a autorização no momento de abordagem da fiscalização, ele será multado.

As empresas que utilizam veículos enquadrados na nova lei terão 90 dias para se adequarem às normas estabelecidas.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários

  • tbdomingos

    Se a Tomaz Landim e a João Medeiros Filho não forem vias de tráfego intenso, não sei o que mais poderá ser!