Prefeitura vai ingressar com ação para impedir greve dos rodoviários

Publicação: 2014-06-11 12:04:00
A Prefeitura do Natal decidiu que vai acionar a Justiça nesta quarta-feira (11) para garantir que os motoristas e cobradores de Natal não iniciem a greve prevista para o início da quinta-feira (12). A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) vai solicitar à Procuradoria Geral do Município uma providência para evitar prejuízos no serviço dos ônibus durante a Copa do Mundo.

Ontem (10), o procurador-geral do Município, Carlos Castim, disse que já estava preparando um documento para tentar impedir judicialmente a greve nos ônibus de Natal, caso houvesse o pedido por parte da Semob. Hoje, o secretário adjunto da Semob, Clodoaldo Cabral, informou que a Secretaria fará a solicitação. "Estamos tentando reverter a situação porque não será um dia corriqueiro", disse.

saiba mais

Entre as informações do documento encaminhado à PGM estão o número de turistas que a Semob tem conhecimento de que estará em Natal e os problemas que poderão ocorrer com a deflagração da greve e consequente suspensão de 70% do serviço de ônibus.

No início da tarde de hoje, o procurador Carlos Castim informou que as providências já estão em curso, mas não deu detalhes sobre qual medida judicial será tomada pela Prefeitura.


MPT

O Ministério Público do Trabalho (MPT) disse ontem que, caso fosse provocado, poderia atuar no caso. O procurador-geral Carlos Castim confirmou que já estudava uma representação para tentar junto ao MPT uma medida que levasse à suspensão da greve dos motoristas e cobradores. “A gente entende que a greve está sendo instrumentalizada por interesses classistas, dos trabalhadores e do próprio Seturn, tendo como pano de fundo a Copa do  Mundo”, disse ele.

Atualizada às 13h58

Leia também: