Internacional
Presidente chinês se compromete a parar de construir usinas de carvão no exterior
Publicado: 13:39:00 - 22/09/2021 Atualizado: 12:40:00 - 22/09/2021
O presidente chinês Xi Jinping disse na terça-feira que Pequim se compromete a interromper a construção de usinas termelétricas de carvão no exterior, em um compromisso público de redirecionar a enorme indústria de engenharia do país para longe de se tornar uma fonte de poluição global. Pequim tem enfrentado pressão dos Estados Unidos, da União Europeia e de grupos ambientais por ter continuado a financiar e construir usinas termelétricas a carvão em muitos países em desenvolvimento, mesmo tendo dito que reduziria as emissões de gases de efeito estufa em seu próprio território.

O carvão é fundamental para a matriz energética da China, que é o maior produtor e consumidor mundial do recurso.

A China não forneceu financiamento ou investimentos em nenhum projeto de carvão no primeiro semestre de 2021 sob a iniciativa de infraestrutura de Cinturão e Rota (Belt and Road
Mais da metade dos US$ 160 bilhões em usinas movidas a carvão, que a China havia anunciado como parte do Belt and Road desde 2014, foi cancelada ou arquivada, outro estudo do instituto apurou em junho.

Os governos da Coreia do Sul e Japão fizeram promessas semelhantes de parar de construir usinas movidas a carvão em países em desenvolvimento, assim como vários grandes bancos comerciais e as principais instituições multilaterais dominadas pelos EUA.

Estadão Conteudo

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte